Veja cinco cuidados para não levar gato por lebre durante essa Black Friday

Especialistas separaram dicas importantes para quem não quer ser passado para trás e deseja fazer um bom negócio

Hoje é dia de Black Friday. uma sexta-feira repleta de ofertas e descontos imperdíveis. Também é dia de tomar cuidado redobrado na hora das compras para não cair no famoso pagamento de “metade do dobro”. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

Para o diretor do Procon Santos, Rafael Quaresma, existem diferenças nas regras de compras pelo site e na loja física.

Para quem for comprar pela internet, a primeira dica é verificar a certificação do site. “É importante verificar o que falam daquele fornecedor. Fazer uma busca em sites como o Reclame Aqui ajudam o consumidor, pois tem uma boa diretriz sobre a reputação dos sites”, explica Rafael.

Uma lista de endereços eletrônicos não confiáveis para compras também está disponíve no site do Procon-SP. Sabendo disso, é bom fazer uma consulta rápida para evitar dor de cabeça, recomenda o Rafael.

“São quase 200 sites que já deram problema e não devem ser utilizados. Na hora da compra, também é importante verificar informações como valor do frete e data de entrega do produto. Muitas ainda não fornecem esse tipo de informação”.

O diretor do Procon Santos diz ainda que a mesma empresa pode ter um preço na loja física e outro na loja virtual. Mais um motivo para pesquisar bem. 

Loja física

Na loja física, o consumidor deve checar quais produtos realmente estão em promoção. Depois disso, se informar sobre condições e prazos para a troca, principalmente aqueles que já estão pensando em presentear no Natal ou no Amigo Secreto.

“Costumo dizer que é fundamental acompanhar o valor dos produtos, ainda mais se você já está de olho em alguma coisa. Nessa época, podem subir o preço para depois diminuir durante a data da suposta oferta”, diz o advogado especialista em Direito do Consumidor Julio Domingues.

Para ele, não gostar de um modelo ou cor, ou ainda ter comprado o tamanho errado, não são situações que exigem a troca.

“Apesar de ser algo comum, depende da política da loja. Por isso, é importante se informar antes da compra”, explica Julio.

O também advogado Roberto de Souza esclarece que podutos com defeito ou que não funcionam já são outra situação.

“Nesses casos, a loja é obrigada a trocar, reparar ou devolver o dinheiro. O consumidor não pode ficar no prejuízo em uma situação desse tipo”.

As dicas

1. Veja o histórico de preço

Tenha certeza de que a promoção é real. Essa é a melhor maneira de se livrar do famoso “metade do dobro”. Lojas com o selo Black Friday de Verdade já são um grande passo na frente.

2. Lojas não recomendadas

O Procon-SP tem uma lista com as lojas com fama de problemáticas. A relação está disponível no site.

3. Use comparadores de preços

Não deixe de usar comparadores de preços, como Buscapé e Zoom, para saber onde está a melhor oferta do dia. 

4. Evite boleto ou depósito

O cartão de crédito é mais ágil para confirmar o pagamento. Ele evita perder um produto por falta de estoque e facilita o estorno em caso de problemas na entrega. Assim, você também evita ser uma vítima do golpe do boleto falso, que pode acontecer por um vírus no computador e afetar qualquer loja, mesmo a mais confiável de todas

5. Esqueça links do WhatsApp

Nunca abra links de supostas ofertas que chegam via WhatsApp. Dessa maneira, podem ser distribuídas páginas falsas que roubam dados do usuário. Ao receber uma promoção atrativa de um amigo, confira no site oficial da loja se a promoção realmente existe. Um antivírus no celular também ajuda a bloquear esse tipo de conteúdo.

Tudo sobre: