Vale do Ribeira evolui para fase amarela do Plano São Paulo; Baixada Santista continua sem mudanças

Baixada Santista entra na nona semana na fase amarela do Plano SP. Governador João Doria (PSDB) renovou a quarentena a partir desta sexta-feira (4) até o dia 19 de setembro

A Baixada Santista segue na fase 3 - amarela - do Plano SP de flexibilização da economia durante a pandemia do novo coronavírus. Com isso, chega a 9ª semana consecutiva que as cidades locais permanecem nesta etapa intermediária, conforme as cinco faixas do planejamento estadual.

Já a região de Registro, no Vale do Ribeira, progrediu da fase 2 - laranja - para a amarela. Desta forma, segundo o Palácio dos Bandeirantes, 95% do Estado está nessa classificação. Somente as regiões de Franca e Ribeirão Preto continuam na etapa laranja. 

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Regional, Marcos Vinholi, o Estado chega ao menor índice de internações em leitos de UTI desde o começo da pandemia, com 54,1% de ocupação. 

Durante a coletiva no começo da tarde desta sexta-feira (4), o governador João Doria (PSDB) renovou a quarentena até o dia 19 de setembro. Ele também lamentou os 4 milhões de casos no Brasil e as mais de 125 mil mortes pela covid-19. "Um em cada 50 brasileiros já teve covid. Este é um triste número, não há nada a celebrar", disse.

O secretário estadual da Saúde, Jean Goryntchein, explicou que no Estado houve mais de 4 milhões de testes e que "estamos há quatro semanas com queda" de óbitos em São Paulo.

"Importante lembrar que, apesar da melhora dos índices, estamos em quarentena. Nesse feriado, descansem, mas não relaxem das medidas de saúde. Usem máscara, protejam-se e não promovam aglomerações", afirmou ele.

Operação Independência

Doria também explicou com será realizada a operação especial durante o feriado de 7 de setembro. Conforme previsão da Polícia Rodoviária Estadual, são esperados até 300 mil veículos desçam em direção às praias da região. Por esse motivos, as nove cidades vão receber um reforço de 400 PM neste final de semana.

Doria explica que haverá 20 mil policiais espalhados pelo estado no litoral paulista, entre elas a Baixada Santista, além de estâncias balneárias do interior. Serão usadas 7,2 mil viaturas, 11 helicópteros e 32 drones para apoiar as policiais militar e rodoviária.

Na chamada Operação Independência, serão montados pontos de bloqueios no Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI).  Eles vão ficar no km 31, em São Bernardo do Campo, e na Rodovia Cônego Domenico Rangoni, em Guarujá.

Tmbém será distribuído efetivo polcial na orla da praia, entre cavalaria, Rocam (as motos da PM) e viaturas da PM. Seá um esquema menor, mas parecido com a Operação Verão (reforço das forças policiais durante a alta temporada). Serão distribuídas, também, 40 mil máscaras em todo o Estado. Lembrando que este foi um dos pedidos feito pelo prefeito de Santos e presidente do Conselho de  Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), na última quarta-feira (2).

Tudo sobre: