EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

14 de Julho de 2020

Tarifas de gás encanado e GNV caem na Baixada Santista

Reajuste foi anunciado pela agência reguladora paulista do setor e passar a valer a partir de 31 de maio

Os clentes do serviço de gás encanado da Baixada Santista terão um leve alívio nos bolsos. A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) divulgou na manhã desta quinta-feira (28) redução de 1,1% para os consumidores residenciais. Já os motoristas que usam Gás Natural Veicular (GNV), a queda foi de 14,6% no valor cobrado nos postos de combustíveis. 

Os percentuais constam na deliberação da Arsesp 995/20, publicada hoje no Diário Oficial do Estado. Reajuste anunciado pela agência reguladora entra em vigor a partir de 31 de maio, para os clientes da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás). A redução nas tarifas se dá conforme o segmento e o volume de consumo.  

A redução na tarifa do Gás Natural Veicular (GNV) aplicada aos postos de combustíveis foi de 14,6%. Na indústria, a queda foi de 12,1% em média, chegando até 13,3% para consumo de 1 milhão de metros cúbicos por mês. Já as tarifas para o comércio diminuíram em média 1,8%.  

No segmento residencial a queda foi de 1,1% para consumo de 7 metros cúbicos por mês (equivalente ao uso de um fogão). Conforme previsto no contrato de concessão, houve a atualização das margens de distribuição e dos custos da molécula do gás e do transporte – atrelados à variação da taxa de câmbio e do preço do petróleo, nos contratos mantidos com seu supridor. 

Esta é a segunda redução de tarifas no ano. Considerando o reajuste anterior, ocorrido em março de 2020, de acordo com a Deliberação no. 968/20 da Arsesp, as reduções acumuladas são de 16,9% para o GNV,14,1% para a indústria, 2,9% para o comércio e 2,0% para o residencial (com consumo de 7 metros cúbicos). 

As tabelas completas com as novas tarifas podem ser consultadas no site da agência reguladora ou da Comgás

Tudo sobre: