Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Termo autoriza que animais resgatados sejam reinseridos no local de origem em São Vicente

Quando ninguém adota os pets após recolhidos e tratados pelo Dezoon, o TAC permite que eles retornem ao mesmo local de onde foram retirados

Por: Por ATribuna.com.br  -  27/02/21  -  22:32
Atualmente há 15 filhotes de gatos a espera de um lar e também uma gata adulta tricolor
Atualmente há 15 filhotes de gatos a espera de um lar e também uma gata adulta tricolor   Foto: Antonio Ferreira/ PMSV

O problema do abandono de animais ainda é de difícil solução e depende da conscientização de todos. Atualmente, o Departamento de Controle de Zoonoses de São Vicente (Dezoon) abriga 30 animais, entre cães e gatos, adultos e filhotes, disponíveis para adoção.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


No entanto, os mais velhos ou que têm alguma deficiência enfrentam grande rejeição das pessoas e maior dificuldade para conseguirem um novo lar, pois, infelizmente, muita gente ainda prefere cães filhotes e de pequeno porte. Com isso, os cães que já vivem nas ruas, os chamados cães comunitários, acabam, muitas vezes, voltando ao local de origem, por não surgir ninguém que queira adotá-los.


Muitas pessoas desconhecem que essa é uma prática prevista no Termo de Ajustamento de Conduta firmado em fevereiro de 2002, entre a Prefeitura, Promotoria de Justiça e União Protetora dos Animais. Mas, antes de serem devolvidos à comunidade, os animais passam por uma criteriosa avaliação. Segundo a responsável técnica do Dezoon, Christianne Maria Gomes Taques Fonseca Vianna, “neste TAC é compreendida a informação de que os animais apreendidos pelo Centro de Controle de Zoonoses passam por avaliação veterinária e são submetidos ao tratamento necessário. Assim que tiverem em condições adequadas, eles são castrados, vacinados, vermifugados, recebem um microchip e ficam disponíveis para adoção no departamento”.


Christianne esclarece que, caso eles não sejam doados, eles são reinseridos na comunidade local, de origem deles, e voltam a ser animais comunitários. O tempo que esses animais permanecem no Dezoon depende de cada caso, porém, em média, são 15 dias.


Adoção


Quem pretende adotar um amigo canino ou felino pode comparecer ao Dezoon (Rua: Catalão, 530 – Vila Voturuá), de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 17h. É preciso levar documento de identificação e comprovante de residência.


Castração


Além do serviço de atendimento veterinário, o departamento conta com castrações toda última terça-feira do mês. Ao todo, são 600 castrações no Dezoon e 120 no Castramóvel.


Agenda Castramóvel:


03/03 - Vila Margarida


10/03 – Jardim Rio Branco, na Área Continental


17/03 - Cidade Náutica


24/03 - Humaitá, na Área Continental


31/03 – México 70/Vila Margarida.


O atendimento é realizado por ordem de chegada.


Informações: (13) 3561-16-04.


Logo A Tribuna