Prédio abandonado em São Vicente acumula lixo e água parada

Moradores do Centro estão preocupados e pedem solução definitiva para problema

Por: De A Tribuna On-line  -  22/12/18  -  23:14
  Foto: Reprodução/Google Street View

Um prédio abandonado no Centro de São Vicente tem causado transtornos aos moradores do bairro há pelo menos quatro anos. O imóvel se tornou abrigo paramoradores de rua e usuários de drogas. Outro problema observado é o acúmulo de lixo e água parada em diversos pontos, o que o torna um potencial criadouro doAedes aegypti -mosquito transmissor de doenças como a dengue, zika, febre chikungunya e febre amarela.


A obra no edifício inacabado daRua do Colégio, na altura do número 43, começou há quase 30 anos. De lá para cá, o serviço passou pelas mãos de muitas construtoras.Segundo moradores da região, a construção foi embargada pela Prefeitura quando seria finalizada. O Executivo, segundo eles, não tomou nenhuma medida para resolver o caso.


Os primeiros alvos, após o embargo, foram as janelas dos apartamentos.Elas foram roubadas e vendidas a um ferro velho próximo do local. Após ser depenado é que o espaço passou a ser ocupado de forma irregular.


Lixo e água parada se acumulam junto à parede que fecha garagem do prédio
Lixo e água parada se acumulam junto à parede que fecha garagem do prédio   Foto: Reprodução

Resposta


Contatada em 2014, a Prefeitura de São Vicente havia informado que, desde agosto do ano anterior, o responsável pela obra era intimado pela Secretaria de Obras e Meio Ambiente para apresentar o habite-se e o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), e instado a fechar os acessos ao local e finalizar a obra. Como o proprietário não havia cumprido as determinações, seria multado.


Procurada novamente nesta quinta-feira (20) por A Tribuna On-line, a Administração reforçou que a obra está em demanda judicial e que o resposável pela obra "estava sendo notificado" e "já foi multado".


Sobre o lixo e água acumulados, a Prefeitura informou que irá "solucionar as questões". No entanto, não disse quando ou o que será feito.


Após exigência da Prefeitura, entrada subterrânea do prédio foi fechada
Após exigência da Prefeitura, entrada subterrânea do prédio foi fechada   Foto: Reprodução

Logo A Tribuna