EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

6 de Agosto de 2020

Vereador sugere ‘tour online’ para incentivar adoção de cães e gatos vítimas de maus tratos

Proposta de Benedito Furtado (PSB) inclui visitação virtual a equipamentos turísticos de Santos, como Orquidário e Jardim Botânico durante a quarentena

Cada vez mais comuns durante a pandemia, as lives podem ajudar a dar um novo lar para cães e gatos abandonados e vítimas de maus tratos de Santos. É o que propôs o vereador Benedito Furtado (PSB). Ele defende transmissões online para apresentar à população santista a sede da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida), que abriga animais para adoção. 

O pedido consta em um requerimento (2422/20), apresentado na sessão ordinária da Câmara de Santos. Além da Codevida, a ideia é fazer transmissões em demais equipamentos públicos da cidade, como forma de possibilitar a visitação desses espaços durante a validade da quarentena, adotada para reduzir a taxa de contágio do novo coronavírus. 

Furtado explica que a ideia surgiu após experiência embrionária de uma transmissão nas dependências do Aquário Municipal, pelas redes sociais da prefeitura. Além do equipamento, a proposta também inclui o Orquidário Municipal, que possui quase 500 animais de 70 espécies, muitos dos quais vivem soltos, a exemplo de cutias, cágados, jabutis, saracuras e pavões.  

O Setor de Zoologia do Orquidário é referência no atendimento a animais silvestres e realiza até procedimentos cirúrgicos e hospitalares. O parque também possui cerca de 1.500 árvores e arbustos. 

E o Jardim Botânico Chico Mendes, como a própria Prefeitura define, é “um espaço verde com 90 mil m², conta com acervo vivo de mais de 300 espécies vegetais catalogadas, divididas em 20 coleções botânicas, como espécies da Amazônia, da Mata Atlântica, árvores de madeira de lei, palmeto com 65 espécies de palmeiras e espécies em extinção”. 

Tudo sobre: