EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

3 de Abril de 2020

Vereador de Santos sofre ataques por lei que proíbe comercialização de animais

Benedito Furtado (PSB) disse que críticas partem de pessoas, de várias partes do País, que exploram comercialmente os bichos

O vereador santista Benedito Furtado (PSB) disse que vem sofrendo críticas pesadas de pessoas de várias partes do País que exploram comercialmente os animais, desde o ano passado, quando apresentou a projeto de lei complementar para proibir a venda de bichos no Município.

“Recebi mensagens agressivas do Brasil inteiro. Ao apresentar a proposta, eu sabia que iria causar polêmica e o que iria encarar”, destacou. Quando o texto estava sendo discutido na Câmara, Furtado foi encurralado e quase acabou agredido por criadores de animais.

A ideia do socialista virou lei em setembro de 2019 e entrará em vigor em março deste ano. “Eu defendo os animais por ideologia. Estou do lado da proteção animal. Não abro mão da minha posição”, frisou ele.

O vereador lembrou ainda que essa legislação municipal foi debatida por muitos meses e que os resultados de todas as enquetes feitas a respeito desse tema apontavam a ideia como algo positivo.

Tudo sobre: