Temporal causa prejuízos e compromete funcionamento do Gapa em Santos

Sala de terapia e o bazar, importante fonte de receita, ficaram comprometidos

Por: De A Tribuna On-line  -  05/11/18  -  14:23
Sala de terapia da unidade foi atingida durante o temporal (Foto: Divulgação)
Sala de terapia da unidade foi atingida durante o temporal (Foto: Divulgação)   Foto: Divulgação

O temporal que caiu na Baixada Santista no sábado (4) afetou parte do funcionamento do Grupo de Apoio à Prevenção à AIDS - GAPA/BS, localizado na Avenida Epitácio Pessoa, 278, no Embaré, em Santos. O local é considerado importante referência no tratamento de pessoas infectadas com HIV na Baixada Santista.


A presidente da entidade, Nanci Alonso, ainda não consegue mensurar os prejuízos, mas adiantou que ambientes como a sala de atendimento a pacientes (onde são realizadas oficinas de terapia) e o bazar de roupas e calçados foram seriamente atingidos. O bazar é uma das principais fontes de receita do Gapa e bastante procurado principalmente no final do ano.


Bazar da entidade, uma importante fonte de receita, teve itens atingidos
Bazar da entidade, uma importante fonte de receita, teve itens atingidos   Foto: Divulgação

Nanci dz que a construção de um prédio na rua de trás da sede teria provocado a queda de material usado na obra. Telhado e forro dos ambientes foram prejudicados.


"A sorte é que não havia ninguém na sede, por ser fim de semana. Mas o prejuízo físico é imenso; estamos verificando se houve problemas com a parte elétrica do imóvel, devido a infiltração da água da chuva".


De acordo com o engenheiro Gustavo Zagatto Fernandes, da empresa responsável pela obra, uma equipe foi enviada até a sede do Gapa, nesta segunda-feira, para avaliar os danos e realizar os reparos necessários. Ele ressaltou que alguns materiais acabaram sendo carregados pela forte ventania do último sábado e que esta foi uma situação atípica.


A entidade está no endereço do Embaré há seis meses. Para a mudança, foi necessário providenciar reformas e adaptações avaliadas em R$ 30 mil, obtidos por meio de doações e atividades promovidas com esse fim, incluindo o bazar, agora prejudicado.


Logo A Tribuna