EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

11 de Agosto de 2020

Santos suspende venda de pastel e caldo de cana em feiras livres da cidade

Decreto institui medida para evitar aglomerações em feiras proibindo, também, barracas de utensílios domésticos e outros produtos

Em meio à pandemia de coronavírus (Covid-19) enfrentada em todo o mundo, a Prefeitura de Santos decretou que a venda de pastéis, caldo de cana, outros tipos de salgados, utensílios domésticos e outros produtos será suspensa nas feiras livres da cidade. A medida passou a valer na última sexta-feira (27).

Segundo a administração, o decreto considera as recomendações dos governos estadual, Federal e da Organização Mundial da Saúde (OMS) para que aglomerações sejam evitadas, tornando assim o combate ao coronavírus mais eficiente.

A suspensão faz parte do decreto nº 8.902, de 27 de março de 2020, um acréscimo ao decreto nº 8.898, de 20 de março de 2020, que declara o estado de calamidade pública no município. 

“Nas feiras livres, fica suspenso o funcionamento de barracas que comercializam alimentos processados ou preparados, como pastéis, salgados, lanches, caldo de cana e outras bebidas, bem como utensílios domésticos e outros produtos não relacionados à alimentação”, diz trecho do documento.

Tudo sobre: