Quatro balsas param e espera chega a quase 3 horas na travessia Santos-Guarujá

Dersa afirma que, durante o feriado prolongado embarcações tiveram ''regime operacional intenso''

Por: De A Tribuna On-line  -  21/11/18  -  13:29
Fila para acessar travessia Santos-Guarujá é quilométrica do lado santista
Fila para acessar travessia Santos-Guarujá é quilométrica do lado santista   Foto: Rogério Soares/AT

Motoristas que utilizaram a travessia Santos-Guarujá nesta quarta-feira (21) precisaram contar com muita paciência pela manhã, quando o trecho operou com frota reduzida de embarcações. Se neste feriado prolongado de Proclamação da República e Consciência Negra chegou a operar com sete balsas, por volta das 10 horas desta quarta havia apenas três atendendo ao público - e esse número chegou a ser de apenas duas, mais cedo.


Por conta disso, foi possível verificar longas filas em ambos os lados da travessia, e a espera foi longa para conseguir chegar à cidade vizinha: em Santos, foi necessário aguardar 70 minutos para acessar uma balsa, e em Guarujá o tempo foi quase o dobro: 120 minutos, ou duas horas.


Usuários do sistema utilizavam as redes sociais desde o início da manhã para reclamar da demora em acessar a travessia. Mas na fila de carros, a revolta também era grande.


Valmir Silva, de 50 anos, disse que estava há uma hora e meia na fila do lado de Santos, e demonstrou sua insatisfação para a Reportagem.


"O pior é que ninguém dá uma posição, nem fala o que está acontecendo. A gente poderia ter ido por Cubatão", lamenta.


Conforme apurou a Reportagem, apesar da fila, a segregação do trânsito implantada pela Prefeitura na altura do Canal 7, no começo de novembro, para agilizar o fluxo em direção à travessia, não foi afetada. A fila não ultrapassou o ponto e quem se dirigia a outros pontos e precisava acessar a Ponta da Praia por dentro podia fazê-lo normalmente.


Travessia foi comprometida por temporal que atingiu a Baixada Santista na tarde de sexta-feira
Travessia foi comprometida por temporal que atingiu a Baixada Santista na tarde de sexta-feira   Foto: Rogério Soares/AT

Fiscalização e melhora


Ao longo da manhã, a fila foi aumentando do lado de Santos, elevando a espera para até 160 minutos, ou 2 horas e 40 minutos. Para ajudar a controlar a situação, equipes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) chegaram ao local. Havia um agente na entrada da fila preferencial e outros dois no cruzamento da praia com a Avenida General San Martin (Canal 7).


Mas mesmo com a fiscalização, houve quem buscasse 'atalhos' para diminuir a espera: em poucos minutos, a Reportagem viuao menos três carros atravessando pela ciclovia para fugir da fila da balsa. Os fiscais da CET não conseguiram flagrar as irregularidades.


Por volta das 11 horas, uma quarta balsa foi colocada em operação pela Dersa, e cerca de uma hora depois uma quinta também reforçou a frota. Em pouco tempo, a fila do lado de Santos passou a andar mais rápido e a espera para acessar a travessia foi reduzida em ambos os lados. Por volta das 14h50, os motoristas aguardavam 15 minutos do lado de Santos e outros 30 em Guarujá.


Resposta


A Tribuna On-line entrou em contato com a Dersa, que informou que houve "problemas técnicos pontuais em quatro embarcações" da travessia, o que reduziu a capacidade do sistema. Equipes mecânicas estão reparando as embarcações para recolocá-las em operação.


Na nota, a empresa pondera que devido aos seis dias de feriado prolongado, as sete balsas da travessia em questão tiveram um regime operacional intenso, onde "foram raras as ocorrências de problemas técnicos", e finaliza lembrando que mesmo durante os momentos de interferência climática, força da maré e ventos fortes, "não houve qualquer interrupção do serviço e o tempo para embarque se manteve normal na maior parte do período".


Cansados de esperar, motoristas saem do carro enquanto fila da balsa não anda
Cansados de esperar, motoristas saem do carro enquanto fila da balsa não anda   Foto: Rogério Soares/AT

Logo A Tribuna