Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Prefeito de Santos pede ao Estado antecipação das vacinas contra a Covid-19

Até o momento, a data para a chegada das doses ainda não foi definida, mas a imunização deve iniciar na cidade assim que as doses chegarem

Por: Matheus Muller & Marcela Ferreira &  -  18/01/21  -  20:25
  Foto: Vanessa Rodrigues/AT

O prefeito de Santos, Rogério Santos (PSDB), se reúne na capital paulista na noite desta segunda-feira (18) com o secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo Marco Vinholi para discutir a possibilidade da antecipação da vinda das vacinas contra a Covid-19 para Santos.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A reunião foi solicitada por Rogério Santos junto ao governador João Doria e ao secretário. A reunião, marcada para às 18h30 no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, terá como pauta a antecipação da vinda da Coronavac para Santos.


Segundo o prefeito, o cronograma previamente divulgado está mantido, e a vacinação de profissionais da saúde e pessoas do grupo de risco deve começar no próximo dia 25. Até o momento, a data para a chegada das doses ainda não foi definida, mas a vacinação deve iniciar na cidade assim que as vacinas chegarem.


Armazenamento das vacinas será na Arena Santos


Nesta segunda-feira (18), um contêiner cedido pela empresa MSC chegou por volta das 17h. A prefeitura afirma que o equipamento é suficiente para armazenar as vacinas em temperatura entre 2ºC e 8ºC. O contêiner é refrigerado e tem 20 pés, ou seja, seis metros de tamanho.


A Arena Santos abrigará o contêiner com as vacinas, já que o local é fechado e terá segurança armada em tempo integral, segundo o Rogério Santos.


Número de doses


O secretário de Saúde, Adriano Catapreta, informou que a expectativa é para a chegada das 210 mil vacinas – número suficiente para a aplicação da 1ª e 2ª dose num intervalo de 21 dias. Ele explicou, porém, que, caso a Prefeitura receba apenas 100 mil doses, estas serão aplicadas em 50 mil pessoas, a fim de garantir que as mesmas voltem a tomar o imunizante.


“Não posso vacinar 100 mil (quantidade usada apenas como exemplo), o número exato de vacinas, e não saber se daqui a 21 dias teremos a segunda dose. Provavelmente receberemos 210 mil doses”, disse.


Insumos


Catapreta afirmou que “todos os insumos já estão comprados”: agulhas, seringas, descarpack (pote para armazenar as seringas utilizadas), gaze e álcool. Ele lembrou, também, que Santos já concluiu o processo seletivo para a contratação de 179 profissionais - 31 enfermeiros e 148 técnicos de enfermagem. “Já foram selecionados, contratados, treinados e estamos prontos para vacinar”.


Contêiner que armazenará vacinas contra a Covid-19 ficará instalada na Arena Santos
Contêiner que armazenará vacinas contra a Covid-19 ficará instalada na Arena Santos   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Logo A Tribuna