EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

13 de Agosto de 2020

Prefeito de Santos indica possível liberação das praias e calçadão da orla

Segundo Paulo Alexandre Barbosa, ideia inicial é para liberação de atividades esportivas individuais, respeitando as orientações de distanciamento

O prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), indicou, neste domingo (14), uma possível liberação da faixa de areia e do calçadão da orla da cidade. Segundo o chefe do executivo santista, a medida acompanha a flexibilização da fase laranja do Plano São Paulo.

Barbosa realizou uma live em suas redes sociais para falar sobre o andamento da reabertura econômica do município e o enfrentamento ao coronavírus. Segundo o prefeito, há expectativas de um plano sobre a flexibilização gradual das praias. Inicialmente, a ideia segue a mesma da prevista em Guarujá, a partir desta semana, para práticas esportivas individuais, com restrição de horários, seguindo as orientações de distanciamento.

“Existe uma expectativa grande. Nosso objetivo é, em um primeiro momento, flexibilizar para atividades físicas, que é questão de saúde. Não é para montagem de barracas, permissão de ambulantes ou esportes coletivos. Apenas para atividades individuais, na areia e, também, no calçadão. Mantendo os indicadores, esperamos em breve ter novidades em relação a isso”, afirmou.

O decreto municipal que proíbe a circulação de pessoas na faixa de areia e no calçadão em toda extensão da orla da cidade está em vigor desde 20 de março. A medida é de prevenção para evitar a transmissão do novo coronavírus (Covid-19).

Mesmo com o decreto municipal em vigor, desde seu início, tem sido normal a presença de munícipes nessas áreas restritas no momento. Nos dias de sol, principalmente, chamou-se a atenção pela aglomeração de pessoas em meio a pandemia.

Durante todo o período, equipes da Guarda Municipal estão trabalhando com ações de fiscalização e orientação a população que são flagrados frequentando a área da praia e do calçadão da orla.

Sem falar em datas, Paulo Alexandre comentou possibilidade de liberação das praias de Santos para atividades esportivas individuais (Foto: Alexsander Ferraz/AT)
Tudo sobre: