Prédio onde apartamento pegou fogo, no Embaré, em Santos, não tem AVCB; VÍDEO

Um homem e uma cachorrinha morreram queimados no incidente ocorrido na terça-feira

Por: ATribuna.com.br  -  14/07/22  -  19:26
O AVCB certifica que as construções atendam às exigências previstas relacionadas às medidas de segurança contra incêndio
O AVCB certifica que as construções atendam às exigências previstas relacionadas às medidas de segurança contra incêndio   Foto: Reprodução / Raphaella Santucci/AT

O prédio em que um apartamento pegou fogo e deixou um homem e sua cachorrinha mortos, na noite desta terça-feira (12), no bairro Embaré, em Santos, não possui o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


O AVCB certifica que as construções atendam às exigências previstas relacionadas às medidas de segurança contra incêndio. Segundo a Prefeitura de Santos, quem analisa e concede o AVCB é o Corpo de Bombeiros e, desde 2015, quem fiscaliza também é a corporação, como determina o Decreto Estadual 1257/2015.


O que o prédio tem e está em dia era o laudo de autovistoria técnica na Prefeitura. O documento está relacionado à estrutura das edificações. Segundo a Lei Municipal Complementar 441/2001, é obrigatório que os proprietários e responsáveis pelos imóveis da Cidade apresentem o laudo, constando a situação atual das estruturas.


A Prefeitura explica que analisa estes laudos e constatando anomalias, intima o responsável a restabelecer as condições de estabilidade da estrutura.


O laudo deve ser elaborado por engenheiro ou arquiteto legalmente habilitado (cadastrado na Prefeitura), responsável técnico, civil e criminal por suas conclusões. Após vistoria, o engenheiro ou arquiteto elabora o laudo, indicando a metodologia utilizada, detalhes de anomalias e prazo para restabelecer a segurança e a estabilidade.


Se constatado risco em laudo técnico, o imóvel poderá ser restaurado ou demolido, de acordo com a conclusão do documento, que deve detalhar anomalias e fixar prazo para restabelecimento da segurança e estabilidade do local.


Relembre o caso


Um homem e um cachorro morreram queimados em um incêndio no 13º andar do Condomínio Edifício Embaré, na Avenida Bartolomeu de Gusmão, ao lado da Igreja Santo Antônio do Embaré, em Santos, na noite desta terça-feira (12).


Os bombeiros receberam a chamada comunicando o incêndio por volta das 20h10 e antes das 22 horas o fogo já havia sido controlado. Os 14 bombeiros que participaram da operação tiveram que evacuar o prédio e a Igreja do Embaré abriu as suas portas para abrigar os moradores enquanto o incêndio era debelado.


Durante a madrugada, a Defesa Civil fez uma vistoria no local do incêndio, interditando seis imóveis no prédio, além do apartamento sinistrado. Uma nova vistoria foi feita na manhã seguinte e seis imóveis foram liberados, exceto o que sofreu o sinistro, que necessita de limpeza e reforma para poder ser habitado novamente.


Leia mais: Missa, luto e silêncio: veja como foi o dia pós-tragédia em prédio incendiado em Santos



Logo A Tribuna
Newsletter