Mulher dá à luz dentro de carro e recebe ajuda da Guarda Portuária em Santos

Guardas auxiliaram a levar a mãe e a recém-nascida para o hospital São Lucas, na Vila Mathias

Uma bebê nasceu em um veículo enquanto os pais tentavam chegar ao hospital, no último sábado (1º), em Santos. A pequena Lívia Castro de Andrade recebeu apoio de três integrantes da Guarda Portuária (Gport), que faziam ronda pela Avenida Rodrigues Alves, no Macuco, por volta das 6 horas. A mãe e a criança estão bem e já receberam alta. 

Os guardas César Augusto Rodrigues Netto, José Vitor da Silva e Carlos Alberto De Paula Batista, da Autoridade Portuária de Santos, novo nome da Companhia Docas do Estado de São Paulo, a Codesp, foram abordados pelo pai da recém-nascida, Marcelo Santos de Andrade. Ele pediu auxílio para chegar o mais rapidamente possível ao hospital São Lucas, na Vila Mathias.  

Isto porque Silvane da Silva Castro de Andrade já havia dado à luz, no interior de um veículo. Em pouco tempo, chegaram à unidade de saúde, onde ambas foram atendidas.  

“Eu havia visto uma mulher com os pés em cima do painel do carro. Em seguida, o pai, muito nervoso, veio nos pedir ajuda e já corremos para conter o trânsito até o hospital para que eles pudessem chegar mais rápido. Em 35 anos no Porto, esta foi a primeira vez que algo do tipo ocorreu”, contou o guarda De Paula. 

Silvane e Marcelo estavam em Guarujá, onde moram, quando começaram as primeiras contrações. Com pressa, partiram para a maternidade, mas quando a balsa estava encostando em Santos, Lívia nasceu.  

“Ela mesma (a mãe) fez tudo. Tirou, a colocou no peito e deu até aquela tapinha para a Lívia chorar. Aí ela abriu os olhinhos para nós e chorou. Enquanto isso, eu dirigia pela Avenida Portuária (Mário Covas)”, contou o pai.  

A bebê nasceu às 6h32 e deu entrada no hospital às 6h45. Tudo foi possível graças à ação rápida dos integrantes da Guarda Portuária. Segundo Vítor, até o VLT precisou ser parado para a passagem do veículo. “Foi emocionante. Vai ser ótimo se pudermos acompanhar os primeiros anos da Lívia”, destacou o guarda.  

No dia seguinte, a equipe retornou ao hospital para uma visita e entrega de presentes para a família. Para Cesar, que conduzia a viatura, a cena ficará na memória.  

Marcelo, o pai de Lívia, também é portuário e atua no terminal da Localfrio, em Guarujá, na Margem Esquerda do Porto de Santos. “Agradeci de coração a ajuda dos guardas portuários. Fiquei muito feliz com as demonstrações de carinho da equipe. Agora, estamos todos bem, graças a eles”.

Tudo sobre: