Mirante e palco flutuante para shows vão transformar Lagoa da Saudade em Santos

Estruturas de lazer e entretenimento serão construídas na segunda etapa de obras de revitalização realizadas no cartão-postal no Morro Nova Cintra

A Lagoa da Saudade, no Morro Nova Cintra, deve se transformar numa rota cultural e de lazer em Santos, assim que passar a pandemia de Covid-19. O cartão-postal santista receberá um mirante e um palco flutuante de forma harmônica às belezas naturais do recanto. As intervenções fazem parte da segunda fase de revitalização no local.  

Com a ideia inspirada nas estruturas do circuito cultural Ópera de Arame e Parque das Pedreiras, em Curitiba (PR), o palco flutuante será voltado apara apresentações de espetáculos de pequeno e médio portes, nos moldes das realizadas na Concha Acústica, na orla da praia. 

Com 6,4 por 8 metros, o palco será permanente e ficará distante cerca de 15 metros da margem da lagoa. O início da montagem está previsto para a segunda quinzena de agosto e a cobertura do palco para setembro. Outra balsa menor fará o transporte de equipamentos e pessoas, da margem ao palco.  

Já o mirante com degraus terá cerca de 14 metros de largura e tem previsão de ser concluído em outubro. Conforme o atual cronograma, está em execução a etapa de estacas da estrutura.   

Mirante já em obras tem previsão de ser concluído em outubro (Reprodução/PMS)

“A lagoa terá diversão para todas as idades. A fonte interativa e o playground do jacaré para as crianças, além de uma arquibancada para as pessoas desfrutarem dessa paisagem linda e um palco para pequenos shows e apresentações de quartetos. Será um grande espaço de interação. Tudo isso para que, depois da pandemia, tenhamos muitos atrativos ao ar livre para a população”, afirmou o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), durante live na noite deste domingo (26). 

Fonte interativa  

Uma fonte interativa de piso, como a existente na Ponta da Praia, também será instalada na Lagoa da Saudade até outubro. Em formato curvo, terá 24 bicos independentes esguichando água, em jatos de cerca de um metro, iluminados por luz de LED.   

A fonte vai dispor de um tanque subterrâneo com capacidade de 20 mil litros. Toda a água (não potável) será tratada com cloro e sistema de raios ultravioleta para eliminação de microorganismos.  

Para maior diversão da criançada, o local ganhará um playground temático em forma de jacaré, em alusão ao antigo morador da Lagoa. O projeto foi realizado por um grupo de estudantes de design da Universidade São Judas Tadeu – Campus  Unimonte.

Inclui diversos brinquedos que, junto ao desenho no chão, vão compor o formato do animal. A maioria das peças serão confeccionadas em fibra de vidro, material mais resistente.    

Jacaré que morava na Lagoa foi inspiração para área de lazer (Reprodução/PMS)

A cabeça do jacaré terá um mirante e um escorregador para crianças menores, enquanto o rabo será um escorregador em curva com uma escalada destinada aos maiores. O espaço será formado ainda por brinquedos sensoriais como tubo, trepa-trepa e conjunto de quatro paredes interativas para explorar os sentidos.   

Também haverá brinquedos musicais feitos em madeira e metal, como xilofone, reco-reco e um conjunto de cinco tambores de tamanhos diferentes. A base em concreto do playground já foi iniciada e o piso emborrachado e o play serão instalados até o mês de outubro. A confecção dos brinquedos inicia nesta semana. 

Obras  

As intervenções na Lagoa da Saudade incluem reforma dos pisos, quiosques e de outras estruturas existentes, como a Vila Criativa, quadra de skate, banheiros e chafariz, com serviços sendo executados pela Seserp.    

No local, já foram instaladas pela Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi) lâmpadas de LED, lixeiras e bancos, rampas de acessibilidade e 860m de nova calçada acessível. Também já foi feita montagem de guarda-corpo junto à água e construção de dois decks cujas áreas somadas chegam a 1,6 mil metros quadrados.  

Tudo sobre: