Mais de 200 famílias recebem apartamentos em conjuntos habitacionais em Santos

Conjuntos dos morros da Caneleira e Nova Cintra foram entregues nesta sexta

Por: De A Tribuna On-line  -  07/02/19  -  22:37
Apartamentos de dois dormitórios foram entregues em evento
Apartamentos de dois dormitórios foram entregues em evento   Foto: Carlos Nogueira/ AT

O novo Conjunto Habitacional Santos – R (Avenida Brasil, 34, Morro Nova Cintra) recebeu seus novos moradores para uma visita nesta quinta-feira (7). A prefeitura e o Governo do Estado entregaram, no evento, 128 unidades do conjunto do Morro da Nova Cintra e 80 apartamentos do Conjunto Santos – U, localizado no Morro da Caneleira.


A unidade da Nova Cintra foi construída com o objetivo de atender moradores que vivem em áreas de risco no próprio morro. Os apartamentos do Santos – R estão localizados em uma área de 18.404,51m² e contam com estrutura de um e dois dormitórios, sala, cozinha, área de serviço, banheiro e garagem, além dos cômodos terem piso em cerâmica e azulejo nas paredes de áreas molhadas, além de sistema individualizado de consumo para água, gás e energia. No local, está prevista a construção de mais 198 unidades.


Caneleira


O empreendimento Santos – U foi projetado pela Companhia de Habitação da Baixada Santista (Cohab Santista). Com a entrega dos 80 apartamentos, a unidade conclui a meta de 680 apartamentos de dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Os imóveis foram construídos para moradores vulneráveis da Zona Noroeste.


Foram investidos R$ 76,7 milhões por meio de parceria entre a prefeitura e os governos Estadual (CDHU) e Federal (Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social). Moradores da Vila Telma, Caminho São José e Butantã já foram contemplados.


Outras ações serão realizadas visando atender e conseguir investimentos para o empreendimento Tancredo Neves III, que conta com 1.200 unidades, e a renovação do projeto de regularização fundiária Cidade Legal.


Casa nova


Os moradores já começaram a realizar as mudanças nesta quinta-feira. Ao todo, 28 famílias que estavam no alojamento da Vila Progresso para desalojados de deslizamentos dos morros se mudaram para o Conjunto Santos – R. Os próximos serão as 21 famílias do Morro do Tetéu que estavam recebendo auxílio-aluguel e 20 retiradas pela Defesa Civil de áreas de risco que contavam com auxílio financeiro. Na sequência, 59 famílias que habitam em áreas de risco no Monte Serrat, José Menino e Caminho Santa Maria (Morro da Boa Vista) se mudarão para a casa nova.


Logo A Tribuna