Lei que proíbe canudos plásticos é adiada em Santos

Prorrogada por três meses, legislação visa reduzir descarte do material

Por: Da Redação  -  22/01/19  -  22:16
  Foto: Divulgação/ Prefeitura de Santos

Os estabelecimentos de Santos têm até o dia 2 de abril para se adaptarem à Lei Complementar que proíbe o uso de canudos plásticos em bares, restaurantes, hotéis e pensões. A legislação estaria em vigor a partir de 1º de janeiro, mas foi adiada após um novo projeto da Câmara Municipal.


A Secretaria de Meio Ambiente esclarece que a prorrogação do prazo ocorreu a pedido dos comerciantes que ainda possuem canudos em seus estoques.


Os estabelecimentos que não cumprirem a legislação podem ser multados com valores entre R$ 500 e R$ 1.000. A legislação também regula que as alternativas aos canudos comuns, como os de metais ou feitos de papel, devem ser embaladas em papel.


O projeto de lei, aprovado em julho de 2018, tem como objetivo reduzir o descarte de plásticos. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, o material pode levar até quatro séculos para se decompor naturalmente.


Logo A Tribuna