Idoso fica ferido e incomunicável quase 3 horas em carro de app após acidente em corrida em Santos

Família ficou desesperada por não conseguir se comunicar com o aposentado de 88 anos

Por: ATribuna.com.br  -  02/12/23  -  12:19
Acidente, que deixou hematomas no idoso, aconteceu na esquina das avenidas Ana Costa e Vicente de Carvalho, em Santos
Acidente, que deixou hematomas no idoso, aconteceu na esquina das avenidas Ana Costa e Vicente de Carvalho, em Santos   Foto: Arquivo Pessoal e Vanessa Rodrigues/AT

Em Santos, uma corrida solicitada através do aplicativo 99 proporcionou momentos de desespero para a família do aposentado Nelcindio Nunes dos Passos, de 88 anos, na última quinta-feira (30). O idoso ficou quase três horas incomunicável após entrar no táxi, que acabou se envolvendo em um acidente, na esquina das avenidas Vicente de Carvalho e Ana Costa. O incidente ainda provocou hematomas em Nelcindio, como pode ser visto na foto acima.


Clique aqui para seguir agora o novo canal de A Tribuna no WhatsApp!


A corrida faria o percurso da residência do idoso, no bairro Aparecida, até a casa do filho de Nelcindio, que vive na Pompéia. Feito de carro, o trajeto costuma durar cerca de 15 minutos, em condições normais.


“A minha família ficou desesperada, porque não sabia onde eu estava”, relata Nelcindio. À reportagem de A Tribuna, o aposentado contou que, após o acidente, os motoristas envolvidos estacionaram na proximidade e conversaram sobre o que fariam para lidar com a situação.


Após uma longa conversa, os condutores decidiram ir a uma oficina, localizada na Vila Mathias. E, durante todo esse tempo, o idoso ficou dentro do carro. Em um determinado momento, antes de irem à oficina, o motorista que conduzia Nelcindio teria sugerido que ele completasse o percurso da corrida a pé.


“Respondi que não iria, até porque tenho um problema nas pernas. E com o sol que fazia, não tinha condições de ir a pé”, afirma Nelcindio. Somente depois de o idoso insistir, o motorista o deixou em seu destino por volta das 14h20, quase três horas depois de a corrida ser solicitada.


Empresa se posiciona
Em nota, a 99 lamentou profundamente o caso ocorrido com o passageiro. De acordo com ela, assim que a denúncia foi registrada em sua Central de Segurança, a empresa bloqueou preventivamente o motorista, enquanto as investigações internas são realizadas.


Além disso, a 99 comunicou que uma equipe especializada foi mobilizada e tenta contato com o passageiro ou familiares para oferecer acolhimento e informações sobre o acionamento do seguro. A empresa também disse que se encontra à disposição para colaborar com as autoridades.


Logo A Tribuna
Newsletter