Hospital Vitória seguirá interditado, mas não há risco estrutural, diz Defesa Civil

Técnicos realizaram vistoria no imóvel, evacuado na terça-feira após descoberta de problemas estruturais

Por: De A Tribuna On-line  -  28/11/18  -  13:27
Técnicos da Defesa Civil realizaram vistoria no hospital na manhã desta quarta-feira (28)
Técnicos da Defesa Civil realizaram vistoria no hospital na manhã desta quarta-feira (28)   Foto: Rogério Soares/AT

Evacuado na terça-feira (27) por problemas estruturais decobertos durante vistoria de manutenção, o Hospital Vitória, na Vila Belmiro, em Santos, seguirá interditado por tempo indeterminado, até que seja reformado. Mas, de acordo com a Defesa Civil, não há qualquer risco estrutural que possa provocar desabamento do imóvel ou colocar imóveis do entorno em risco.


As informações são do coordenador da Defesa Civil em Santos, Daniel Onias, que nesta quarta-feira (28) participou de vistoria no imóvel. Técnicos avaliaram vários pontos do edifício, localizado na Rua Monsenhor de Paula Rodrigues, 193.


Após avaliação dos técnicos, Onias informou que o prédio precisará ser reformado e, até que os trabalhos sejam concluídos, uma análise será feita sobre o que pode ter ocasionado a fissura.


Na tarde de terça-feira, o hospital precisou ser desocupado e 18 pacientes que estavam internados foram transferidos para o Hospital Ana Costa, também em Santos.


De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Vitória, a alteração na estrutura do prédio foi identificada durante inspeções de manutenção. ''Após contratação de consultoria especializada, foi recomendada a execução de obras corretivas, que requerem o esvaziamento do edifício para acelerar reparos e evitar riscos'', justificou, ao comunicar a evacuação do prédio.


Assim como a Defesa Civil, o hospital também realiza análise sobre as condições estruturais do edifício. Procurada, a assessoria de imprensa do hospital confirmou que, após ter finalizado a transferência ou a alta de todos os pacientes que estavam sob os seus cuidados médicos, permanecerá fechado para reformas por tempo indeterminado. Os pacientes estão sendo acionados pela equipe de atendimento para organização de consultas.


Logo A Tribuna