EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

29 de Fevereiro de 2020

Grupo Especial do carnaval santista desfila neste sábado

Noite de sexta marcou abertura da festa. Teve batismo do sambódromo pela Corte Carnavalesca e participação especial do cantor Xande de Pilares, ex-integrante do Grupo Revelação

Oito escolas do Grupo Especial do carnaval santista participam neste sábado (15) à noite do segundo dia de desfiles na Passarela do Samba Dráuzio da Cruz, na Zona Noroeste. A maratona da folia teve início na noite de sexta-feira (14), com as escolas dos grupos 1 e de Acesso na avenida.

Neste sábado, pela ordem, Mãos Entrelaçadas, Real Mocidade, Unidos dos Morros, União Imperial, Amazonense, Mocidade Dependente, X-9 e Vila Mathias iniciarão a luta pelo título. Antes delas, porém, se apresenta uma agremiação convidada: a Dragões do Castelo.

O início está previsto para as 20h, com abertura dos portões às 18h30. São sete arquibancadas, posicionadas nos dois lados da passarela, para acomodar 10 mil pessoas. O espaço tem dez lanchonetes e posto médico com ambulâncias. A segurança é feita pela Guarda Municipal e Polícia Militar.

“Este ano, melhoramos as arquibancadas e ampliamos a estrutura do sambódromo. Tudo modernizado e aprovado pelo Corpo de Bombeiros, com AVCB. Nosso objetivo é uma festa com segurança para santistas e turistas”, disse o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB).

Corte carnavalesca batizou a passarela do samba (Foto: Matheus Tagé/AT)

Abertura

A noite de sexta marcou a abertura da festa na Zona Noroeste. Teve o batismo do sambódromo pela Corte Carnavalesca e participação especial do cantor carioca Xande de Pilares, ex-integrante do Grupo Revelação. Foi a primeira vez que um show abriu o carnaval santista, em formato de trio elétrico.

“Foi um convite grandioso que recebi para abrir o carnaval santista e rever grandes amigos que visitam as feijoadas nas quadras das escolas de samba da minha cidade. Que esse carnaval seja maravilhosamente positivo. Estou disposto a deixar a chama acesa aqui até quarta-feira de Cinzas”, afirmou Xande, em entrevista para A Tribuna.

Depois, foi a vez das escolas do Grupo 1 desfilarem. Até o fechamento desta reportagem, a Bandeirantes do Saboó, primeira escola, estava na passarela. A agremiação levou para a avenida o enredo ‘A Origem da Dança, Uma Viagem no Tempo’.

“Estamos contando toda a história da dança, da pré-história até hoje, incluindo a dança de rua e o hip hop. Para mim, é um emoção grande, minha reestreia na Bandeirantes, por onde passei em 2008 e 2009. Somos a primeira escola a desfilar este ano, uma responsabilidade de manter a arquibancada vibrando”, disse o intérprete da escola, João Henrique “Macumbinha”.

Xande de Pilares participou da abertura da festa (Foto: Matheus Tagé/AT)

Ainda desfilaram até a madrugada as escolas Império da Vila, Imperatriz Alvinegra e Unidos da Zona Noroeste, todas lutando pelo título do Grupo 1. Seguidas pelas agremiações do Grupo de Acesso: Sangue Jovem, Padre Paulo e Brasil.

“Mudamos o regulamento para dar mais competitividade ao carnaval. A criação do Grupo 1 foi fundamental, porque o Grupo de Acesso estava ficando muito morno. As escolas estavam se acomodando, porque não tinha rebaixamento”, ressalta Rafael Leal, secretário de Cultura de Santos.

Duas escolas do Grupo Especial receberão prêmios em dinheiro. A escola campeã ganhará R$ 24,2 mil, e a vice, R$ 12 mil. A apuração das campeãs será na terça-feira, a partir das 12h, no Teatro Municipal Braz Cubas (Avenida Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias).

Ao vivo

ATribuna.com.br transmitirá a festa do Grupo Especial neste sábado, a partir das 20h30, quando a escola Mãos Entrelaçadas estiver se preparando para desfilar. Serão quatro câmeras exclusivas: no estúdio, na concentração, na pista e uma aérea. O jornalista Alexandre Lopes, gerente de Conteúdo Web do Grupo Tribuna, fará a apresentação, e dois repórteres entrarão ao vivo a noite toda.

Tudo sobre: