Funcionários da Prodesan realizam assembleia para decidir sobre proposta do TRT

Trabalhadores estão em estado de greve desde o último dia 4

Funcionários da Progresso e Desenvolvimento de Santos (Prodesan) realizam uma assembleia, nesta sexta-feira (25), para decidir se aceitam ou não a proposta conciliatória do Tribunal Regional de Trabalho de São Paulo (TRT-SP). A reunião está marcada para às 18h30.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Os cerca de 1.200 trabalhadores estão em estado de greve desde o último dia 4. A categoria está em campanha salarial desde março, quando o sindicato enviou as reivindicações à empresa, depois de aprovadas em assembleia no mês anterior.

A categoria reivindica reajuste de salários e benefícios em 2,46%, percentual da inflação acumulada entre maio de 2019 e maio de 2020. O presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Santos (Sintracomos), Marcos Braz de Oliveira, o "Macaé", reclama que a empresa chamou apenas duas negociações, quando anunciou a impossibilidade de reajustar os salários, proposta mantida na audiência da justiça do trabalho.

Em audiência de instrução e conciliação por videoconferência, na última segunda-feira (21), o TRT-SP fez uma proposta, mas Macaé só a divulgará na assembleia. "Quero manter o fator surpresa", disse ele.

O sindicalista receia que, se publicar a proposta antes da assembleia, ela poderá ser esvaziada e sua decisão não terá a representatividade necessária. "Queremos a casa cheia", comentou.

Tudo sobre: