EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

17 de Outubro de 2019

Famílias são surpreendidas com reintegração de posse na Alemoa, em Santos

Moradores alegam que demolição está sendo realizada de maneira irregular e que receberam a visita de um falso oficial de justiça

Moradores do bairro da Alemoa foram surpreendidos com uma intimação de reintegração de posse na manhã desta segunda-feira (7). De acordo com a população, funcionários da Prefeitura de Santos começaram a demolir casas de modo ilegal. A administração alega que três de cinco residências já foram derrubadas e que a ação será completada em uma data ainda a ser definida.

Segundo apurado por A Tribuna On-line, funcionários teriam chegado no bairro e começaram a derrubar as casas de forma irregular. A demolição dos imóveis foram feitas para viabilizar as obras da Nova Entrada de Santos.

O barbeiro Anderson Bastos, de 21 anos, explicou que moradores da Travessa Gema Rabelo receberam na última semana uma visita de um falso oficial de justiça. "Ele trouxe a procuração que afirmava que teríamos cinco dias úteis para desocupar as casas. No documento o meu nome estava escrito da maneira errada”, afirma.

Morador da Alemoa há 17 anos, Anderson relatou ter recebido a visita de uma outra oficial de justiça na última sexta-feira (4), com um prazo diferente para que deixassem o local. “Ela informou que não tinha nenhum oficial em Santos com o nome do que recebemos a visita. Além disso, na intimação dela nós temos 15 dias para sair daqui”, explica.

Em nota, a Prefeitura de Santos informou que a ação de reintegração de posse prevista para esta segunda-feira (7) na travessa Gema Rabelo não foi realizada devido a chuva. Três das cinco casas já foram retiradas e faltam mais duas construídas de forma irregular. A reintegração de posse será realizada por um oficial de justiça. A administração municipal ainda esclarece que não há previsão para a ação.

Tudo sobre: