Famílias rejeitam volta às aulas presenciais em Santos

Pesquisa realizada pela Prefeitura aponta que 80% defendem o retorno das atividades presenciais nas escolas só em 2021

Cerca de 80% das famílias e alunos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede municipal de Santos avaliam que as aulas presenciais só devem ser retomadas em 2021. Esse é o resultado de pesquisa realizada pela Prefeitura na internet e que obteve respostas de 8.186 pessoas. Nas redes sociais, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) garantiu que a “decisão dos santistas” será respeitada. 

Apesar disso, o Município ainda não bateu martelo sobre o assunto. Os resultados da consulta, realizada por conta da pandemia da Covid-19, servirão para reforçar planejamento, ações e estratégias conduzidos por grupos técnicos de trabalho, seguindo orientações do Estado.

Na última sexta-feira (7), o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, anunciou o adiamento da retomada gradual das aulas na rede paulista de setembro para outubro.

O estudo também apontou que mais de 70% dos que responderam ao questionário se sentem mais seguros para voltar à sala de aula após a distribuição da vacina contra o novo coronavírus. Para as famílias de alunos atendidos nas entidades subvencionadas de Educação Infantil, a consulta segue até hoje. Até o momento, 78% preferem retornar apenas em 2021.

“Estes dados são importantes para as nossas discussões, nas quais estão envolvidos demais membros da comunidade escolar, outras secretarias e setores. Este é o momento de unir forças. A pandemia nos pegou de surpresa, mas no possível retorno não seremos surpreendidos. Todos os aspectos são analisados”, destacou a secretária de Educação de Santos, Cristina Barletta.

Remoto 

Enquanto as discussões e estudos são realizados, o ensino remoto continua a ser desenvolvido em todas as escolas municipais de Santos, como explica a chefe do Departamento Pedagógico da Secretaria de Educação, Maria Helena Marques.

“Existe uma preocupação para que nenhum aluno seja deixado de lado, com utilização de variadas ferramentas tecnológicas, entrega de material impresso e canais diversificados de comunicação. Gestores e professores estão comprometidos”.

Litoral Sul

A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes de Itanhaém também ouviu os responsáveis pelos alunos matriculados da pré-escola ao 9º ano do Ensino Fundamental e o resultado foi parecido com o de Santos: 79,72% optaram pelo não retorno das atividades presenciais.

O posicionamento fez com que a Prefeitura não definisse, de imediato, se as atividades nas salas de aula voltarão ou não apenas ano que vem. No entanto, assim como em Santos, essa informação será levada em conta.

Segundo a Prefeitura, é aguardado o posicionamento dos órgãos de Saúde. O que já se sabe é que em 2021 será necessário intensificar a recuperação paralela para tentar resolver, no contraturno, um possível deficit de aprendizagem. Além de reforço presencial, um aliado que ganhou força na pandemia será muito importante: as atividades on-line, com uso da plataforma virtual Aprendizado do Futuro.

Tudo sobre: