Escola Pequeno Príncipe, em Santos, fecha as portas depois de 54 anos

Pandemia de coronavírus causou mudanças na Educação e as duas unidades teriam de passar por muitas transformações, explica a mantenedora

Depois de 54 anos de história, a Escola Pequeno Príncipe, em Santos, fechará as portas a partir de 2021. Pais e funcionários das unidades Jabaquara e Gonzaga foram avisados nesta terça-feira (15) sobre o funcionamento só até dezembro.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

A escola, que atende Educação Infantil e Ensino Fundamental, tem hoje 250 alunos nas duas unidades. São 40 profissionais entre professores e administrativo.

Escola divulgou o comunicado em suas redes sociais (Foto: Reprodução)

A diretora e mantenedora Dulcinéa Simões dos Santos diz que a decisão tem a ver com a pandemia de coronavírus e as mudanças na Educação.

“Teríamos de modificar totalmente a parte tecnológica e envolveria profissionais com mais de 60 anos, pessoas com comorbidades. Tudo isso foi levado em conta para o peródo pós-pandemia”.

Segundo ela, o anúncio da decisão foi logo feito para que os funcionários possam procurar novos empregos e os pais possam se planejar para o próximo ano letivo. 

“Os grandes grupos estão aí e darão conta da nova era da Educação. Vimos que, com a pandemia, haverá uma mudança na área. Isso vai acontecer e teríamos de transformar a escola. Como já não somos mais tão novas, estamos com certa idade, optamos por fechar”, explica a mantenedora.

Dulcinéa diz que o assunto foi muito bem pensado. “Estamos com a sensação de missão cumprida depois de tantos anos. Pais, ex-alunos e amigos estão numa comoção geral”. 

Tudo sobre: