Escola de Artes Cênicas de Santos abre inscrições para curso de formação de atores

Para se inscrever, o candidato precisa levar o documento de identidade original, comprovante de residência atual e uma foto 3x4

Por: De A Tribuna On-line  -  30/01/19  -  14:30
As aulas terão início em 11 de março, e serão realizadas no Teatro Guarany, de segunda a sexta
As aulas terão início em 11 de março, e serão realizadas no Teatro Guarany, de segunda a sexta   Foto: Jade Oliver/ PMS

O curso de formação de atores da Escola de Artes Cênicas (EAC) Wilson Geraldo está com inscrições abertas em Santos. O processo seletivo é uma oportunidade para quem sonha em atuar no setor.


Oferecido pela Secretaria de Cultura (Secult), o curso é gratuito e o interessado precisa ter no mínimo 16 anos para participar. Para se inscrever, o aluno tem que se dirigir ao Museu de Imagem e Som – Miss, localizado na Avenida Pinheiro Machado, 48, térreo, Vila Mathias, até o próximo dia 7, das 14h às 19h30.


É preciso levar o documento de identidade original, comprovante de residência atual e uma foto 3x4. Menores de 18 anos devem estar acompanhados de um responsável.


No ato de inscrição, o candidato vai receber o texto da cena do teste de apresentação. O processo seletivo envolve também vivências de corpo e voz, além de uma entrevista com a coordenação.


As aulas têm previsão de início em 11 de março, e serão realizadas no Teatro Guarany, de segunda a sexta-feira, em duas turmas, das 14h às 18h, e das 19h às 22h30. Fazem parte do conteúdo programático do curso as disciplinas de interpretação, expressão corporal, expressão vocal, cenário e figurino, história do teatro, canto e dança.


Registro profissional


O curso de formação de atores tem duração de três anos. Os alunos formados pela escola, com direção artística de Renata Zhaneta, recebem o DRT, registro profissional para o exercício da profissão, resultado de parceria com o Sindicato dos Artistas do Estado de São Paulo.


Desde sua criação, a escola Wilson Geraldo já formou mais de 100 profissionais, boa parte deles estão seguindo carreira em Santos, na capital e até mesmo fora do País, atuando nos palcos ou trabalhando como diretores, produtores, figurinistas e professores de teatro.


Logo A Tribuna