EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

5 de Junho de 2020

Desassoreamento dos canais e praias de Santos pode levar até 2 meses

Prefeitura acredita que temporais tenham movimentado 3 mil toneladas de areia da praia

A Prefeitura de Santos informou que vai levar entre um e dois meses para reparar os impactos que os últimos temporais causaram na orla da cidade. A faixa de areia entre os bairros Ponta da Praia, Aparecida e Embaré sofrem com a erosão. Situação oposta é encontrada entre os canais 3, 2 e 1, que estão assoreados (cheios de areia). As pontes quase foram cobertas, assim como os brinquedos e áreas para atividades físicas.

A secretária de Serviços Públicos de Santos, Larissa Silva de Oliveira Cordeiro, acredita que um volume de 3 mil toneladas de areia tenha se deslocado nesse período de fortes chuvas, ressacas e maré alta.

A remoção da areia excedente é realizada todos os dias, entre 7h e 13h, quando o movimento nas praias é menor. Trata-se de uma medida de “segurança e cautela”.

Segundo ela, o material é deslocado justamente para os pontos onde a erosão é maior. Na terça (25), as laterais dos canais foram limpas e, nesta quarta-feira (26), os profissionais da prefeitura começaram a fazer valas no Canal 3, que está assoreado. É uma ação para liberar a área e, em caso de chuva, pode auxiliar em um escoamento ‘natural’.

Os trabalhos só serão interrompidos em caso de chuva forte. Do contrário, a programação estará mantida.

Prefeitura abriu uma vala no Canal 3 para facilitar a saída da água (Foto: Matheus Tagé/AT)
Tudo sobre: