EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

6 de Agosto de 2020

Deputado denuncia descaso com IML de Santos ao Ministério Público Estadual

Tenente Coimbra (PSL) quer apuração do MPE sobre fechamento do local

O deputado estadual Tenente Coimbra (PSL) enviou representação ao Ministério Público Estadual (MPE) pedindo investigação sobre o fechamento do Instituto Médico-Legal (IML) de Santos. Conforme A Tribuna mostrou em 9 de junho, a unidade da Avenida Martins Fontes, no Saboó, está fechada há três meses. O Governo Estadual alega que interditou o local por causa de problemas estruturais provocados pelas chuvas. 

“A falha principal é histórica: falta de pessoal. E o Governo do Estado não sinaliza para um novo concurso. A Justiça já tornou a abertura do IML de Guarujá obrigatória quatro horas por dia. Em Santos é um absurdo: um IML que era referência na Baixada Santista está parado. A justificativa da chuva não cola”, ressalta o deputado. 

Com o fechamento do IML de Santos, corpos que necessitam de necropsia em toda a Baixada Santista estão sendo liberados apenas em Praia Grande. O de Guarujá também parou de fazer o serviço. Além disso, pessoas que precisam de exames de lesão corporal, seja por crime (corpo de delito) ou acidente, precisam ir até Praia Grande. 

Representação 

Na representação feita à Promotoria de Santos, o deputado afirma que a unidade, além de ter problemas estruturais, estaria com equipamentos quebrados. “A ausência de câmara frigorífica para acondicionar os corpos que devem passar por necropsia é absurda. Os transtornos que isso traz para as famílias, que têm que esperar para velar seus entes queridos, são incalculáveis”, afirma Coimbra. 

O parlamentar lembra há anos as instalações precárias do IML de Santos e o mau funcionamento são alvos de reportagens e que ele está fechado “por conta do sucateamento dos equipamentos e das instalações”. 

Em nota para A Tribuna, a Superintendência da Polícia Técnico-Científica (SPTC) afirma que está à disposição do MPE para prestar “todos os esclarecimentos necessários, como de praxe”. 

Mudança 

Na reportagem do início do mês, o diretor do Centro de Perícias do IML no Estado, Arnaldo Teixeira Ribeiro, disse que o prédio atual em Santos não seria reformado porque a intenção seria a mudança para uma nova sede, na Rua Bernardo Browne, 122/124, no Estuário. 

Ainda não há autorização da Prefeitura para o funcionamento no Estuário. O processo está em trâmite.

Tudo sobre: