Centenário Colégio Coração de Maria será fechado neste ano em Santos

Falta de alunos justifica encerramento das atividades, segundo anúncio de mantenedora

Por: Marcela Ferreira & De A Tribuna On-line &  -  15/09/19  -  13:07
Colégio de 115 anos será fechado neste ano em Santos
Colégio de 115 anos será fechado neste ano em Santos   Foto: Reprodução/Google Maps

O Colégio Coração de Maria fez parte da história de muitos santistas, ex-alunos que no decorrer dos 115 anos da instituição puderam vivenciar uma educação de valores cristãos. Neste ano, o colégio encerra suas atividades devido à falta de novos alunos, fim das aulas para turmas do ensino médio e a crise econômica, segundo anúncio.


A instituição de ensino enfrenta problemas financeiros. Ponto referencial na Ponta da Praia, em Santos, o colégio segue com a programação de aulas habitual até a conclusão do ano letivo. O anúncio do fechamento foi feito na última quarta-feira (11) pela mantenedora aos docentes, pais de alunos e funcionários.


Fundado em setembro de 1904 por Bárbara Maix, o Colégio Coração de Maria trouxe um grupo de irmãs comandado pela Madre Maria Ignez Negrini a Santos para trabalhar com educação. O colégio mudou para a Ponta da Praia depois de 60 anos na Vila Nova. Atualmente, fica na Avenida Senador César Lacerda de Vergueiro, 45.


Regina Célia Marques foi a primeira leiga a chegar à vice-diretoria do colégio. Ela conta, já saudosa, que lá "ensinavam com carinho como se fosse a continuação de nossos lares, e na verdade ela [a escola] o é." Regina entrou na instituição como aluna, tornou-se professora, atuou como orientadora e chegou à vice-diretoria. Emocionada, a educadora fala sobre o fechamento da escola: "É uma perda imensurável para a cidade."


Ex-alunos


O ex-aluno Guilherme Salvático da Conceição, de 22 anos, conta que entrou no colégio em 2010 e formou-se em 2015. Hoje, ele é estudante de Relações Públicas, e conta que irá sempre lembrar com carinho do colégio. "Tenho ótimas memórias, e depois mantive contato com muitas pessoas lá de dentro, tanto funcionários como alunos. Fiz amigos que vou levar para a vida toda, e é uma pena que vá fechar, mas sou grato por tudo e a todos."


Ele ainda exalta a forma humanitária de ensino da instituição: "A escola é um momento que marca muito a gente, e quem estudou lá sabe que além do ensino, eles passavam muitos valores éticos."


Já a advogada Carla Cristina Pereira, de 44 anos, relembra dos tempos de escola no Coração de Maria como uma segunda família. Na época, o colégio era dedicado exclusivamente à educação de meninas. Até hoje, ela mantém contato com um grupo de amigas que também estudou lá. "Entrei no colégio há 35 anos, eu lembro de ser um lugar muito familiar, onde conheciam a nossa história e nossa família. Até hoje lembro das irmãs."


Carla (de laranja, ao centro) conta que até hoje se reúne com amigas que estudaram no colégio há 35 anos
Carla (de laranja, ao centro) conta que até hoje se reúne com amigas que estudaram no colégio há 35 anos   Foto: Arquivo pessoal

Além das relações, o ensino voltado para a caridade também fez grande diferença na vida da advogada. Ela conta que era estimulada a realizar ações sociais: "Lembro de, ainda nova, fazer um projeto para visitar asilos, reunir mantimentos para doar, então tivemos esse tipo de formação. É uma pena que a escola que tenha sido noticiado o encerramento", finaliza a ex-aluna.


Logo A Tribuna