EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

13 de Agosto de 2020

Banhistas celebram 1º dia com horário livre nas praias de Santos

Mesmo ao ar livre, é importante adotar cuidados para evitar um possível contágio por coronavírus

Com atividades físicas e esportivas individuais liberadas sem restrição de horários e um sol convidativo para um dia de inverno, moradores e turistas aproveitaram a orla de Santos para uma caminhada nesta segunda-feira (6). E, até, para se aproximar do mar, pois mergulhos e banhos estão autorizados também.

A novidade, anunciada no domingo (5) pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), agradou ao entregador Elton dos Santos, de 33 anos, e a sua mulher, a operadora de telemarketing Amanda Mello, de 21. Moram em São José dos Campos (SP), no Interior, e aproveitara a vinda dele, por motivo de trabalho, para ir à praia e molhar os pés.

Amanda está grávida de oito meses e não via o mar desde o início da pandemia. “É maravilhoso. (A água) Está uma delícia. Está gostoso demais. Fazia quatro meses que a gente não ia à praia.”

Elton espera que o banho rápido seja bom para jovem nesse final de gestaçao. “Ela já está com os pés inchados. Quem sabe ajuda.”

Caminhada

Para as amigas Suzana Teixeira, de 81 anos, e Beth Antoniette, de 77, voltar a caminhar pelo calçadão sem ter de atentar ao relógio foi uma ótima notícia. Foram prevenidas, com máscara e álcool em gel.

“A gente já está cansada de ficar em casa olhando esses dias bonitos pela janela. Andar ao ar livre faz bem para a saúde”, diz Beth.

“Estava com saudades de passear pela praia. Há tanto tempo que estamos em casa, que foi muito boa a notícia”, completa Suzana.

A pedagoga Ana Beatriz Carneiro, de 38 anos, levou o filho de 1 ano e meio para tomar sol e brincar na areia depois de quase quatro meses.

“É maravilhoso ter um lugar para tomar um sol. A gente estava muito preso. Mas ainda estou um pouco insegura, apesar de estar tomando todos os cuidados, com distanciamento, máscara e álcool em gel”, relata.

Atenção

Mesmo ao ar livre, é importante adotar cuidados para evitar um possível contágio, como alerta o infectologista Evaldo Stanislau.

“Atividade ao ar livre, disciplinada, com uso de máscara e mantendo o distanciamento, é uma medida até saudável. Mas as pessoas têm que obedecer a regra de não se aglomerar. Se fizer grupinho no calçadão, se caminhar todo mundo junto, fizer esporte grudado, aí existe o risco de contágio”, adverte.

Tudo sobre: