EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

10 de Julho de 2020

Associação Comercial de Santos bate recorde com emissão de certificados

Em um mês, foram emitidos 6.452 documentos

A Associação Comercial de Santos (ACS) bateu o recorde da emissão de certificados de origem para os tipos Mercosul, Aladi e Comum no mês passado. Em um mês, foram emitidos 6.452 documentos. O número supera os 6.301 expedidos em outubro, até então o melhor resultado.

Segundo o supervisor do Certificado de Origem da ACS, Ricardo Melo, o resultado é fruto das tecnologias implantadas para agilizar a emissão. “O crescimento é reflexo da otimização das políticas para o mercado de certificação digital, da modernização e da maior visibilidade alcançada pela tecnologia, que passou a ser utilizada em uma série de novas aplicações”.

Para ele, o recorde também está associado à exportação de carne bovina. 
De janeiro a maio, a ACS já emitiu 39.531 certificados nos modelos Mercosul/Aladi/Comum e da Organização Internacional de de Café (OIC). Só em maio foram emitidos 8.417.

O presidente da ACS, Mauro Sammarco, afirma que o recorde reforça a credibilidade da entidade, que por meio da emissão presta serviço essencial ao setor. 

O que é

Segundo a ACS, o certificado de origem é um documento legal que comprova ao país comprador a procedência do produto adquirido. O modelo varia de acordo com o artigo negociado e com o bloco econômico de que cada nação importadora faz parte.

As empresas podem pedir o documento pela internet. Segundo a ACS, o impresso e assinado digitalmente são válidos para Argentina e Uruguai. Para os demais países, ainda é obrigatória a emissão física, mas com solicitação on-line. 

Tudo sobre: