CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Amigos e autoridades ressaltam legado de Célio Nori, mais uma vítima da Covid-19 em Santos
Coordenador do Fórum da Cidadania de Santos, ex-vereador e ex-secretário municipal morreu na noite de segunda-feira
Por: Maurício Martins  -  18/05/21  -  18:01
Atualizado em 18/05/21 - 18:05
Célio Nori faleceu por complicações da Covid-19 em Santos   Foto: Divulgação

Um homem ético, ponderado, agregador e que lutava pela melhoria da sociedade santista em várias áreas, especialmente nas questões sociais, culturais e esportivas. Assim amigos e autoridades definiram o idealizador e coordenador do Fórum da Cidadania de Santos, Célio Nori, que morreu na noite de segunda-feira (17) em decorrência da covid-19. O corpo foi cremado nesta terça (18), na Memorial Necrópole Ecumênica, em cerimônia restrita à família.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Para as pessoas ouvidas pela Reportagem, Célio Nori, que tinha 71 anos, deixa um legado importante e seu trabalho deve ter continuidade. Sociólogo, ele lutava por projetos para as comunidades e por mais ética na política. Entre os cargos que exerceu na Cidade estão os de gerente do Sesc Santos, secretário municipal de Esportes (1993) e vereador (1996).


“Tive o privilégio de conviver com o Célio desde 2002, no processo de formação do Fórum da Cidadania de Santos. Todos aprendemos muito com ele, por sua generosidade e solidariedade. Estava sempre entusiasmado, motivado e com novas ideias para que a sociedade civil exercesse, de fato, seu direito por meio da democracia participativa, uma das principais bandeiras da entidade, diz a jornalista Cidinha Santos, membra do Fórum da Cidadania.


“Cada uma e cada um de nós, membros do Fórum, temos agora mais responsabilidade para seguir na defesa dos seus princípios para que não sejam esquecidos, como forma de homenagear e respeitar a memória dele. Celio Nori, presente!”, completa Cidinha.


Em 1987, Nori participou da fundação do diretório municipal do Partido Socialista Brasileiro, o PSB e foi filiado por muitos anos. “Lamentável perda, inconcebível morte. Certamente ele foi um dos quadros mais importantes do PSB”, afirma o vereador Benedito Furtado (PSB), que apresentou nesta terça na Câmara uma indicação solicitando que seja dado nome Célio Antônio de Barros Nori ao largo em frente à Estação da Cidadania, na Avenida Ana Costa, 340.


A vereadora e ex-prefeita Telma de Souza (PT) ressaltou que a morte dele é uma perda para toda a região. “Dedicou sua vida para a construção de uma sociedade mais justa, inclusiva e democrática. Suas atividades demonstram o quanto trabalhou. Vítima da inexistência de ações governamentais no enfrentamento à pandemia da covid-19, seu legado é um grito de resistência”.


Em nota, o Sesc São Paulo também lamentou a morte do ex-funcionário. “Por mais de 20 anos trabalhou no Sesc Santos e foi um gestor criterioso, de olhar atento e altruísta para com os frequentadores e colegas. Esteve à frente de iniciativas e projetos que se debruçaram sobre o desenvolvimento da cidadania, esportes e artes”.


Célio Nori faleceu na noite desta segunda-feira (17)   Foto: Reprodução/Facebook/Márcio Barreto