EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

17 de Agosto de 2019

Alta da maré e ressaca assustam moradores na orla de Santos

Mar agitado invadiu a Avenida Saldanha da Gama, na Ponta da Praia. Defesa Civil monitora o local

Após boletim emitido pelo Centro de Hidrografia da Marinha (CHM), o mar ficou agitado durante a tarde desta terça-feira (16), e chegou a invadir a avenida da orla no bairro da Ponta da Praia, em Santos. Segundo a prefeitura, a Defesa Civil está no local monitorando a situação, que, segundo a administração, não configura ressaca.

A previsão para a tarde desta terça-feira era de maré alta, podendo chegar de 3 a 3,5 metros de altura. O mar agitado invadiu a Avenida Saldanha da Gama. No local, estão instalados sacos de areia submersos, os chamados bags, que têm a função de diminuir a energia das ondas.

A agitação do mar acontece na região onde estão sendo realizadas obras do projeto Nova Ponta da Praia.

Em nota, a administração afirma que “a Defesa Civil está monitorando a região e não verificou tal movimentação. No momento, a maré está agitada, mas não há ressaca. De acordo com a Defesa Civil, a maré não atingiu 1,80 m, e as ondas não ultrapassaram os 2 m, o que configura nível de observação, segundo o Plano de Contingência”.

Na noite do dia 7 de julho, conforme previsão no Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas, o mar ficou muito agitado, ocasionando pontos de alagamento na avenida da praia, o que interditou o trânsito no local. O nível do mar e as ressacas registradas resultaram na quebra de aproximadamente 25 metros de muretas na orla da cidade.

Ressaca na Ponta da Praia, em Santos (Foto: Carlos Nogueira/AT)