EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

19 de Maio de 2019

Adiada instalação de postes no Saboó, em Santos

Após pressão de moradores, Prefeitura de Santos paralisou a instalação de duas torres de alta tensão na Rua São Vicente

Após pressão de moradores, a Prefeitura de Santos paralisou a instalação de duas torres de alta tensão na Rua São Vicente, no bairro Saboó. A vizinhança alega riscos, pois os postes ficariam próximo às casas.

Um grupo conversou com o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), na terça-feira (16), em visita às obras da entrada da cidade, e expôs o problema. Ele prometeu formar uma comissão para avaliar o caso.

A aposentada Patrocina Fernandes, de 82 anos, se preocupa com descargas elétricas e possíveis acidentes. “Imagine se um carro ou caminhão bate nesse poste, ou se um fio fica exposto?”, indaga.

Segundo o professor Marcos Costa, de 33 anos, quando chove, tudo fica alagado. “Se acontecer um acidente com esses postes, ou algum fio se soltar, a descarga pode matar uma pessoa”.

Em nota, a prefeitura diz se reunir desde 2014 com moradores do Saboó. Explica que as linhas de transmissão da CPFL Piratininga precisam ser realocadas, porque a terceira etapa das obras da entrada de Santos prevê um viaduto ligando as avenidas Martins Fontes e Nossa Senhora de Fátima, e obras de drenagem.

Também por escrito, a CPFL cita que a realocação foi solicitada pela prefeitura, e o novo traçado foi aprovado por órgãos públicos.