EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

13 de Julho de 2020

Ação elimina focos de larvas de mosquito transmissor da dengue em Santos

As vistorias encontraram 48 pontos de água acumulada favoráveis à proliferação do Aedes aegypti, que foram eliminados

Uma ação para identificar e eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como a dengue e a febre amarela, eliminou cinco focos de larvas do inseto, nesta quarta-feira (20), em Santos.

As vistorias encontraram 48 pontos de água acumulada favoráveis à proliferação do mosquito, que foram eliminados. O caso mais grave foi encontrado em uma casa desabitada, no bairro Macuco, alvo de denúncias à Ouvidoria Municipal. Após localizar o proprietário e agendar a visita, a equipe fez a vistoria e encontrou larvas na piscina e em um dos vasos sanitários, que estava destampado.

Na piscina, foram introduzidos lebistes, peixes que se alimentam de larvas e, dessa forma, auxiliam no combate ao Aedes aegypti. Nas pias e ralos, houve aplicação de sal grosso como medida preventiva. Uma nova vistoria dos agentes será realizada na casa daqui a duas semanas.

Em outra casa vazia, no Bom Retiro, aberta pelo proprietário após contato da Prefeitura, foi localizado um foco com larva no meio de materiais inservíveis no quintal. O criadouro foi eliminado e o proprietário orientado a limpar o local para diminuir o risco de acúmulo de água. A casa será vistoriada novamente em 15 dias.

O tratamento com peixes que se alimentam de larvastambém foi aplicado em uma fonte desativada na Praça dos Andradas, no Centro de Santos. Em uma semana, ocorrerá nova vistoria.

Tudo sobre: