EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

29 de Março de 2020

Santos e Guarujá procuram testes rápidos para agilizar diagnósticos de coronavírus

Materiais coletados são analisados pelo Instituto Adolfo Lutz, que leva entre cinco e 15 dias para liberar resultados

As prefeituras de Santos e Guarujá têm procurado testes rápidos para agilizar o diagnóstico de coronavírus (Covid-19) em casos considerados suspeitos. A medida visa reduzir a espera pelos resultados, que varia entre cinco e 15 dias. O Instituto Adolfo Lutz é o responsável por analisar os materiais coletados de pacientes atendidos pelo serviço público de saúde da Baixada Santista.

Santos informa que tem sido difícil encontrar os testes, que podem “ampliar as ações de vigilância”. O mesmo problema tem sido enfrentado por Guarujá. “Isso ainda é uma novidade e nem todas as empresas estão disponíveis para atender à demanda”.

A Prefeitura de Guarujá diz que fez a cotação de preços junto às empresas, para uma compra emergencial, e que a previsão de entrega é só para a segunda quinzena de abril.

Procuradas pela Reportagem, as cidades da região afirmaram que cumprem as determinações do estado e do Ministério da Saúde para testar somente os casos considerados graves ou críticos, como reforça a Prefeitura de Bertioga: “Deve ser feito em pacientes com sintomas como febre alta associada a desconforto respiratório grave”.

Os profissionais da saúde também devem passar por exames, caso surjam sintomas semelhantes aos da Covid-19.

O Governo do Estado ressalta que as medidas adotadas visam “à otimização e uso racional dos testes, devido à situação pandêmica e a disponibilidade dos insumos em âmbito mundial”.

E continua: “o teste não impacta no tratamento da pessoa, que é feito apenas do ponto de vista clínico, e que o acompanhamento do cenário da Covid-19 também pode ser embasado no critério clínico-epidemiológico, assim como ocorre com outras doenças infecciosas”.

Síndrome gripal

Afora isso, a Prefeitura de Santos destaca que os casos leves atendidos em unidades básicas e outros serviços de saúde serão notificados como casos de síndrome gripal, conforme orientação do Governo do Estado, sem a coleta de amostras dos pacientes.

“A orientação é que as pessoas procurem as unidades de saúde em caso de febre persistente e alterações respiratórias como falta de ar. A indicação para casos de sintomas gripais é o isolamento social domiciliar”. 

Outros laboratórios

Conforme definido pelo Ministério da Saúde, laboratórios públicos ou privados podem integrar a Rede Nacional de Alerta e Resposta às Emergências em Saúde Pública, após validação de qualidade, por laboratório de referência nacional, quando identificarem casos confirmados de Covid-19 pela primeira vez.

Rede de testes

O estado também anunciou uma rede de testes com laboratórios ligados à Universidade de São Paulo (USP) e liderança do Instituto Butantan. Haverá capacidade de processar 2 mil testes por dia.

Tudo sobre: