EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

6 de Julho de 2020

Santa Casa de Santos e Hospital Santo Amaro receberão R$ 2,8 milhões

Pedido pelos deputados Júnior Bozzella e Rosana Valle, valor é parte de emendas a que faz jus a bancada de SP na Câmara Federal

A Santa Casa de Santos e o Hospital Santo Amaro, em Guarujá, vão receber R$ 1,6 milhão e R$ 1,2 milhão, respectivamente. O valor, solicitado de forma conjunta pelos dois deputados federais que representam a Baixada Santista – Júnior Bozzella (PSL) e Rosana Valle (PSB) – faz parte do total a que tem direito, em emendas, a bancada de 70 parlamentares paulistas na Câmara dos Deputados. 

O Hospital Regional de Registro, no Vale do Ribeira, será contemplado com R$ 478 mil, requeridos por Bozzella e Rosana. 

Ao contrário das emendas parlamentares, em que cada deputado tem um valor para distribuir entre municípios e setores que quiser, a verba é parte dos R$ 247,6 milhões a que a bancada de São Paulo faz jus. 

A bancada de cada Estado define a divisão. A de São Paulo decidiu repassar R$ 129,3 milhões à Saúde, R$ 49,5 milhões à Educação e R$ 68,8 milhões entre Agricultura, Segurança e a Prefeitura de São Paulo.  

Rosana afirma que a divisão foi definida por critérios técnicos. “A princípio, a verba seria repassada aos hospitais com maior número de atendimento do SUS, mas a região ficou de fora porque (o dinheiro) só iria para São Paulo (mais pacientes). Disse que estava errado e foi adotado outro critério: as unidades com mais atendimentos do SUS por região.” Bozzella informou ter reivindicado o mesmo. 

Os pedidos foram entregues ao coordenador da bancada, o deputado Herculano Passos (MDB-SP), que ajudou a assegurar o atendimento às demandas da Baixada. 

“Tivemos a felicidade de ser atendidos. Essa é uma decisão coletiva da bancada. Não são emendas particulares que cada deputado pode destinar para quem bem entender. A destinação é coletiva”, comenta Bozzella. 

Hospital Santo Amaro receberá R$ 1,2 milhão (Foto: Rogério Soares) 

Alternativas  

Em reportagem na edição desta segunda-feira (21), A Tribuna mostrou que os hospitais filantrópicos da região adotam medidas para evitar que seu funcionamento se inviabilize. 

A Santa Casa de Santos, por exemplo, promove eventos sociais e aposta na ampliação da lista de serviços particulares e por meio de planos de saúde.

No Hospital Santo Amaro, o caminho tem sido ampliar parcerias e reduzir custos. Um comitê criado pela instituição apresenta, todo mês, propostas elaboradas por colaboradores e setores.

De forma paralela, dirigentes buscam o aumento do custeio de serviços de assistência a média e alta complexidades.

Sobre a verba obtida agora pelos deputados, os hospitais nada disseram até o término desta edição.

Educação

Os R$ 49,5 milhões da emenda da bancada dos deputados paulistas para a Educação serão destinados para Universidade Federal do ABC, Universidade Federal de São Carlos, Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Ainda: para o Instituto Federal de São Paulo (IFSP), a Universidade Estadual Paulista (Unesp) e o Instituto Tecnológico da Aeronáutica.

Tudo sobre: