EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

17 de Agosto de 2019

Regulamentação de recalls de veículos sofre mudanças

Medidas visam facilitar o conhecimento e o acesso do consumidor aos chamamentos

Nos últimos 5 anos, apenas 40% dos consumidores atenderam aos recalls da área de automóveis. O índice, baixo, motivou o Ministério da Justiça e Segurança Pública a atualizar a regulamentação das campanhas de chamamentos. As novas regras começam a valer em outubro.

Entre as medidas adotadas, as empresas terão de manter em seus sites obrigatoriamente, em local de fácil acesso, a informação sobre o recall dos produtos pelo prazo de 10 anos.

No primeiro semestre deste ano, as montadoras de veículos abriram 75 recalls, chamando proprietários para corrigir defeitos de fabricação em seus carros, que podiam comprometer a segurança e saúde de motoristas e passageiros.

Só em julho, Fiat, Ford e Hyundai chamaram donos de alguns modelos para agendar avaliação e troca de peças, que danificadas, podem causar sérios acidentes.

O Código de Defesa do Consumidor determina às empresas que comuniquem defeitos de fabricação em seus produtos e convoquem as pessoas para que façam o reparo necessário gratuitamente.

Se o proprietário não atender à campanha de recall no prazo de um ano, a contar da data de sua comunicação, a informação deve constar no Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

Os chamados do momento  

Nos casos atuais, o chamamento da Fiat Chrysler Automóveis é para modelos Uno, Novo Palio, Grand Siena, Doblò e Doblò Cargo, que podem apresentar problemas nos módulos dos air bags do lado do motorista ou do passageiro. O problema é a degradação do deflagrador do airbag, que pode acontecer por exposição do veículo a variações elevadas de temperatura e umidade absoluta durante longos períodos.

Com isso, em caso de colisão que resulte no acionamento do airbag, o deflagrador pode se romper provocando a dispersão de fragmentos metálicos.

Já a Ford Motor Company Brasil convoca proprietários dos modelos KA Hatch e Sedan a agendarem, a partir de 22 de julho, a instalação de isolamento e clipe de retenção do sistema de monitoramento da bateria ou, caso necessário, substituição do chicote.

A justificativa da montadora é de que durante o processo de instalação da bateria no veículo, o chicote do sistema de monitoramento pode ter sido montado de forma incorreta e ter ficado preso entre a bateria e o suporte, havendo risco de esmagamento e dano desse chicote, o que pode causar um curto circuito com risco de incêndio no compartimento do motor do veículo.

Na Hyundai Motor Brasil, alguns carros modelos HB20 e HB20S apresentaram problema no semieixo dianteiro do lado direito, que tem baixa resistência ao torque, o que pode ocasionar ruído no momento das manobras ou vibração durante a condução do veículo devido a desgaste prematuro. Pelo uso, esta peça poderá quebrar e causar perda de tração do veículo.

A empresa informa que os sistemas de freios e direção continuam funcionamento normalmente, mas recomenda a interrupção imediata do uso do veículo até que o defeito seja sanado.

Dados

A Fundação Procon-SP tem um banco de dados onde é possível fazer consultas sobre todas as campanhas de recalls realizadas no Brasil desde 2002: http://sistemas.procon.sp.gov.br/recall/.

Detalhes

Fiat

Agendamento e mais informações no site, (031) 2123-6000 (WhatsApp) ou pelo telefone 0800-7071000.

>Modelo Uno ano/modelo 2013 e 2014 – chassis (6 últimos dígitos – não sequenciais) de 441221 a 451692 (produção Brasil).

>Modelo Novo Palio ano/modelo 2013 e 2014 – chassis (6 últimos dígitos – não sequenciais) de 130601 a 168064 (produção Brasil) e de 018679 a 044747 (produção Argentina).

>Modelo Grand Siena ano/modelo 2013 e 2014 – chassis (6 últimos dígitos – não sequenciais) de 063571 a 090550 (produção Brasil).

>Modelo Doblò ano/modelo 2013 – chassis (6 últimos dígitos – não sequenciais) de 103179 a 108025 (produção Brasil).

>Modelo Doblò Cargo ano/modelo 2013 – chassis (6 últimos dígitos – não sequenciais) de 030771 a 032076 (produção Brasil).

Ford ka

Agendamento e mais informações pelo site ou pelo telefone 0800-7033673.

>Modelo 2018 número de chassis (8 últimos dígitos) de J8159050 até K8206504 data de fabricação de 11/6 a 10/7/18.

>Modelo 2019 número de chassis (8 últimos dígitos) de K8164645 até K8366999 data de fabricação de 11/6 a 15/5/19.

Hyundai

Agendamento e mais informações pelo site ou telefone 0800-7703355, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h e aos sábados das 9h às 15h.

>Modelos HB20, HB20S equipados com motor 1.0 e transmissão manual de cinco marchas, modelo 2019, fabricados entre 1/4 a 20/5/19, com números de chassis (8 últimos dígitos) de KP026254 a KP052555.