EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

1 de Junho de 2020

Privatização das balsas: Técnicos da FGV visitam travessias marítimas da região

Trabalho da equipe técnica é necessário para definir como o serviço será oferecido à iniciativa privada

Técnicos da Fundação Getulio Vargas (FGV) iniciaram uma série de visitas às travessias marítimas paulistas para definir o modelo a ser adotado pelo Governo do Estado para a privatização do serviço. A novidade foi revelada nesta quinta-feira (20) pelo secretário estadual de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto.

Ele esteve na Baixada Santista para entregar uma barca de passageiros na ligação Guarujá-Bertioga e anunciar medidas para minimizar as filas na Travessia Santos-Guarujá durante o carnaval.

De acordo com ele, o processo já começou e, com as visitas técnicas, a FGV está trabalhando na definição do melhor modelo de privatização. Hoje, há oito travessias em operação no estado.

“Vamos ver como tudo se compõe e qual é a melhor alternativa para o [setor] privado. Se é você fazer vários lotes de privatizações ou um conjunto só de travessias para compensar as que têm menor frequência”, explica o secretário.

Ele diz, ainda, que todos os serviços têm importância para o sistema. “Então, vamos definir os tamanhos de lotes e os valores. É isso que está sendo feito agora pela FGV, junto com nossos técnicos”.

A expectativa é de que o edital de privatização das travessias marítimas, uma bandeira de campanha do governador João Doria (PSDB), seja publicado ainda este ano.

Tudo sobre: