EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

18 de Novembro de 2019

Prefeitura de Guarujá lança edital para construção de aeroporto; obras começam em 100 dias

Cerimônia ocorreu na tarde desta quarta-feira (26), na Base Aérea de Santos

Em cerimônia realizada na tarde desta quarta-feira (26), a Prefeitura de Guarujá deu início ao processo de licitação da construção do Aeroporto Civil Metropolitano, que será instalado na Base Aérea de Santos. O prefeito Válter Suman (PSB) assinou o contrato do edital e garantiu que o equipamento inicia suas operações a partir de junho de 2020.

O ato oficial, realizado no hangar da Base Aérea, reuniu autoridades municipais, estaduais, militares, além de representantes políticos da Baixada Santista. O chefe do Executivo guarujaense ressaltou a importância da assinatura e abertura do edital público, e afirmou que nos próximos 100 dias as obras do aeródromo já devem ter início.

"Todo o processo burocrático, todos os cálculos realizados foram feitos para que já no fim do primeiro semestre de 2020 se assistam aeronaves decolando e pousando no nosso aeródromo", afirmou Suman.

Com o edital, as empresas interessadas terão 60 dias para apresentarem suas propostas. Outros 45 dias são reservados para possíveis impugnações contratuais, algo que, segundo o prefeito, são normais em processos licitatórios, mas que em nada vão atrasar o agendamento previsto.

As obras para adaptação do aeroporto civil estão divididas em duas partes. A primeira, que terá duração de cinco anos, prevê a instalação de um terminal provisório para absorver os passageiros de Guarujá, assim como a construção de um píer para embarcações, que facilitará o acesso de quem chega pelo Terminal Giusfredo Santini, no Porto do lado de Santos.

Na segunda fase, será construído o terminal definitivo e demais melhorias. Segundo o prefeito, as obras da segunda fase vão ocorrer com o aeroporto já em operação.

"A segunda fase não terá interferência. Não haverá interrupções das atividades aéreas com as obras. Está tudo muito bem definido".

Aeroporto Metropolitano será instalado na Base Aérea de Santos (Foto: Rogério Soares/AT)

Impulso econômico

As autoridades presentes ressaltaram a importância do aeroporto para diversas áreas, seja no turismo, na economia, e até mesmo na geração de empregos, não somente em Guarujá, mas em toda a região da Baixada Santista.

“O aeroporto é um tutor de desenvolvimento para a região da Baixada Santista. O mais importante é que acreditamos no potencial de cada município. Temos o Polo Industrial de Cubatão, o Porto de Santos, além de ser um incremento para o turismo. Esse aeroporto vai ser uma conexão da Baixada Santista com a Capital e demais cidades de todo o Brasil", afirmou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá, Alexandre Trombelli.

Voos

A Azul Linhas Aéreas já manifestou que vai disponibilizar voos para o aeroporto de Guarujá. Segundo Suman, com o início da operação do equipamento, a expectativa é de três voos diários, para Curitiba, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

O representante da empresa na cerimônia afirmou que há pelo menos quatro anos acompanha todo o processo envolvendo o início das operações do aeródromo.

"Sabemos do potencial da Baixada Santista e de toda essa região. É um enorme polo de geração de negócios ligado ao Porto e ao petróleo. É uma atividade econômica que está escrava do Aeroporto de Congonhas, e que adoraria ter um aeroporto na porta de casa", comentou Marcelo Bento Ribeiro, diretor de Alianças e Relações Institucionais da Azul.

Obras do aeroporto devem começar em 100 dias (Foto: Alberto Marques/AT)
Tudo sobre: