Três tartarugas-marinhas são encontradas mortas em Praia Grande

Encontrados em três bairros diferentes, os animais estavam em estado avançado de decomposição

Por: ATribuna.com.br  -  24/10/22  -  15:03
Atualizado em 24/10/22 - 15:07
Tartarugas foram encontradas sem vida e encalhadas em Praia Grande
Tartarugas foram encontradas sem vida e encalhadas em Praia Grande   Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

Três tartarugas-marinhas foram encontradas encalhadas neste domingo (23), em Praia Grande. Segundo o Instituto Biopesca, os animais eram de espécies diferentes e todos estavam em avançado estado de decomposição.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


O primeiro animal, uma tartaruga-verde (Chelonia mydas), foi encontrado durante a manhã pelo Grupamento Costeiro da Guarda Civil Municipal na praia do Canto do Forte.


O segundo trata-se de uma tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea), que estava encalhada na praia do bairro Vila Tupi. A terceira e última era uma tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea), que encalhou na praia do bairro Caiçara.


Todos os animais foram recolhidos para a sede do Biopesca, em Praia Grande, onde passaram por exames necroscópicos.


De acordo com o Instituto, ainda não foi possível identificar a causa da morte dos animais. Entre as principais ameaças às tartarugas marinhas, estão a poluição marinha, a ingestão de resíduos como plásticos e a captura acidental pela pesca.


As tartarugas foram removidas para a sede do Instituto Biopesca
As tartarugas foram removidas para a sede do Instituto Biopesca   Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau

PMP-BS

O Instituto Biopesca é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.


O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Instituto Biopesca monitora o Trecho 8, compreendido entre Peruíbe e Praia Grande.


Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos, mas debilitados, ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800 642 3341 (horário comercial) ou (13) 99601-2570 (WhatsApp e chamada a cobrar).


Logo A Tribuna
Newsletter