Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Subsecretaria de Ações da Cidadania de Praia Grande atende em novo endereço

Setor é responsável por aproximar a população da Administração, e organizar projetos, eventos e serviços públicos em parceira com as secretarias municipais

Por: Por ATribuna.com.br  -  11/02/21  -  00:56
Novo endereço é na Rua Xavantes, nº 51, no bairro Tupi
Novo endereço é na Rua Xavantes, nº 51, no bairro Tupi   Foto: Divulgação/PMPG

A Subsecretaria de Ações da Cidadania de Praia Grande está atendendo em novo endereço. A partir desta quarta-feira (10), munícipes e responsáveis por Associações de bairro e entidades não governamentais podem procurar o setor na Rua Xavantes, nº 51, no Bairro Tupi. O atendimento físico ocorre de segunda a sexta-feira, das 8:30 às 17:30 horas. O agendamento pode ser feito pelo telefone (13) 3496-5301.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A Cidadania é responsável por aproximar a população da Administração e organizar projetos, eventos e serviços públicos em parceira com as secretarias municipais. O setor atende munícipes, oferece suporte técnico e documental a entidades não governamentais, faz a ponte entre entidades como Rotary Clube e outras associações e protocola ofícios de associações de bairros, auxiliando junto aos setores responsáveis na resolução dos problemas de ruas e espaços públicos. Atualmente, estão cadastrados na Subsecretaria 51 associações de bairros e 749 entidades não governamentais religiosas, esportivas e sociais.


O subsecretário de Ações e Cidadania, Claudino Pacheco Filho, o Tico, destacou que a nova sede está bem localizada, possui espaços como mini auditórios, salas para reuniões e está próxima dos conselhos municipais. “Nós fazemos a ponte entre munícipes e prefeitura. Somos a porta de entrada para informações e serviços municipais e auxiliamos as associações e organizações sociais da cidade”.


Ele afirmou ainda que a Subsecretaria realiza um trabalho em todos os bairros. Para isso, além do atendimento na sede, o setor conta com equipes que visitam as regiões da cidade diariamente, realizando vistorias e visitas a munícipes, entidades e associações. Para agilizar os trabalhos, o setor dividiu a cidade em 4 setores, cada setor conta com servidores responsáveis.


O setor “A” engloba o Canto do Forte, Boqueirão, Guilhermina, Sítio do campo, Glória e Vila Sônia; o Setor “B”, Aviação, Tupi, Ocian, Antártica, São Jorge, Caieiras e Tupiry; o setor “C” atende Ribeirópolis, Esmeralda, Samambaia e Melvi; e o setor “D” é responsável por Mirim, Maracanã, Caiçara, Real, Flórida, Solemar, Cidade da Criança, Princesa e Imperador.


“Os principais projetos desenvolvidos pela pasta são o ‘Falando com a Comunidade’, que promove reuniões nos bairros para ouvir as demandas locais e buscar soluções; ‘Ação Integrada’, para compartilhamento de ideias, reivindicações e sugestões, que promove a troca de experiências entre associações, ONGs e a Administração; e ‘Ação Cidadania’, um mutirão de serviços públicos de saúde, lazer, emissão de documentos, etc”, mencionou o subsecretário.


Em virtude da Pandemia, todos esses eventos foram suspensos sem previsão de retorno. No entanto, enquanto a situação não for normalizada, a equipe da Subsecretaria tem realizado visitas semanais aos bairros, atendendo as demandas populares.
Só no ano de 2019, a equipe da Cidadania realizou 518 visitas e vistorias e 2356 atendimentos. A equipe da pasta também foi responsável por realizar 31.802 apontamentos para o mutirão de serviços Cidade Total.


Com a pandemia do novo coronavírus, em 2020, diversos serviços presenciais foram suspensos. Além das 564 visitas e vistorias e 721 atendimentos, os servidores desempenharam funções fundamentais no trabalho da Assistência Social. Todos trabalharam no recebimento, organização e entrega de cestas básicas às famílias impactadas pelo novo coronavírus e distribuição de materiais para confecção de máscaras de tecidos que foram doadas à população carente.


Logo A Tribuna