Praia Grande quer agilizar análise de documentação de unidades habitacionais

Reunião realizada nesta semana contou com representantes da Caixa Econômica Federal e Elektro

Por: Por ATribuna.com.br  -  16/01/21  -  20:28
Atualizado em 16/01/21 - 20:54
Praia Grande quer agilizar análise de documentação de unidades habitacionais
Praia Grande quer agilizar análise de documentação de unidades habitacionais   Foto: DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE PRAIA GRANDE

A Secretaria de Habitação (Sehab) de Praia Grande trabalha para agilizar os procedimentos relacionados à análise da documentação dos munícipes contemplados com unidades habitacionais na cidade. O tema foi debatido durante reunião online nesta semana, com representantes da Caixa Econômica Federal e da concessionária de energia Elektro.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Outro assunto que pautou a reunião foi a realização de serviço no sistema de distribuição de energia elétrica nos conjuntos habitacionais Imperador V e VI, ambos localizados no Jardim Melvi. A documentação organizada pela Sehab cobrando o trabalho foi enviada para a Elektro e no próximo dia 20 a concessionária de energia se pronunciará sobre as solicitações.


“Essa reunião foi importante para que todos as partes envolvidas no processo possam buscar uma maior agilidade no cumprimento das etapas. Novos debates deste tipo serão realizados ao longo desta gestão. Nessas primeiras semanas de trabalho em 2021, a equipe da Secretaria de Habitação tem trabalhado para modernizar os processos efetuados no setor. Estamos nos esforçando para atender as demandas”, comentou o secretário de Habitação de Praia Grande, Anderson Mendes.


Nesta semana, o secretário realizou visita técnica nos novos conjuntos habitacionais. Cada unidade dos conjuntos Imperador III, IV, V e VI, apartamentos e casas, possuem, em média, entre 57 e 62 m² de área construída, subdivididos em dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço. Os conjuntos funcionam como condomínios fechados e contam com garagens coletivas com uma vaga por unidade, áreas de lazer abertas e cobertas, playgrounds e projeto paisagístico.


As áreas onde são erguidas as unidades recebem infraestrutura com ênfase em pavimentação, sistema de esgoto e drenagem, segurança e equipamentos nas áreas de saúde e educação.


Logo A Tribuna