Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Praia Grande oferece oportunidade para quem está em situação de rua

Centro POP atua em parceria com outras unidades e oferece serviços de higiene pessoal, alimentação e as orientações para ter acesso a documentação básica

Por: Por ATribuna.com.br  -  05/03/21  -  23:22
O prédio está localizado na Avenida Ministro Marcos Freire
O prédio está localizado na Avenida Ministro Marcos Freire   Foto: Jairo Marques/Prefeitura de Praia Grande

O Centro POP, em Praia Grande, é um dos principais serviços na cidade voltados ao público em situação de rua. Com o apoio de assistentes sociais, psicólogos e outros profissionais, é possível se reaproximar da família ou partir para novo caminho profissional.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Na unidade também são oferecidos serviços de higiene pessoal, alimentação e as orientações para ter acesso a documentação básica, para os casos de perda, furto, roubo ou extravio. Apesar de atender moradores em situação de rua, o Centro POP não é um abrigo.


O prédio, localizado no Bairro Quietude, fica próximo de outros equipamentos, como o Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Quietude e o Abrigo Solidário Eliane Malzoni, além do PS Quietude e a Sede da Guarda Civil Municipal.


Casos


O operador de máquinas, Claudio Generoso, de 45 anos, dormiu às margens de rodovias e em postos policiais no seu longo trajeto entre o estado do Pará e Praia Grande. O destino não foi planejado, mas a escassez de emprego por causa da pandemia foi levando o trabalhador a várias cidades ao longo desta jornada. “Venho tentando a sorte, em busca de trabalho. Aqui em Praia Grande é minha primeira vez. As pessoas estão me ajudando muito. O atendimento aqui no Centro POP é muito bom, nos tratam como gente”, explica, Generoso.


O malabarista, Luiz Antonio Gomes, de 24 anos é do Paraná. Pegando carona, dormindo em abrigos, albergues e mostrando sua arte nos semáforos das cidades por onde passa. Vive assim há cerca de 9 anos. Quando não podia usar o serviço por causa da pouca idade, conseguia ajuda com alimento e banho, contando com a colaboração das pessoas.


Nestas andanças, o jovem artista diz que passou pela Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Argentina e Uruguai, de onde retornou para São Paulo e chegou a Praia Grande. “ É minha primeira vez aqui, estou  há pouco tempo. Cansei de viajar, quero um trabalho mais estável. Começo a pensar em diretos trabalhistas, 13º salário e acredito que preciso de algo fixo. Tenho planos para voltar para Maringá, onde está minha família”.


Estrutura


A estrutura do Centro POP tem, ao todo, 185,62 m2 de área construída, divididos em recepção, 2 salas de múltiplo uso, 3 salas de atendimento individualizado, copa e sanitários masculino e feminino, adaptados para as pessoas com deficiência. O centro atua ainda em um serviço de abordagem social, em que os agentes percorrem as vias da Cidade para oferecer ajuda a quem está em situação de rua. O serviço é realizado ao longo de toda a semana, em horários variados.


De acordo com o secretário de Assistência Social de Praia Grande, José Carlos de Souza, o município tem realizado ações contínuas visando a oportunidade de dar novas vidas para os moradores em situação de rua. “Oferecemos uma gama de serviços para eles. Seja acesso a documentos, reaproximação da família. Esse é o nosso objetivo, ofertar condições de reinserção dessas pessoas à sociedade”.


Atualmente, o Centro POP desenvolve média 50 atendimentos por dia. O Centro POP fica na Avenida Ministro Marcos Freire, 6.656, no Bairro Quietude. O telefone de contato é 3496-5054.


Logo A Tribuna