Mourão mira legado para Praia Grande em seu quinto mandato

Término da implantação do Complexo Empresarial do Andaraguá é o grande desejo do prefeito, que revelou não ter interesse em integrar o Governo Doria

Por: Marcela Ferreira & De A Tribuna On-line &  -  23/01/19  -  14:23
Alberto Mourão enxerga ataques a candidatos como uma atitude sorrateira
Alberto Mourão enxerga ataques a candidatos como uma atitude sorrateira   Foto: Reprodução/TV Tribuna

Ocupando o quinto mandato, de forma intercalada, como prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão (PSDB) tem planos para deixar um legado à cidade ainda neste biênio. As diversas obras inauguradas em comemoração ao 52º aniversário da cidade - celebrado no último dia 19 -, estão inseridas no planejamento de entregar Praia Grande em condições privilegiadas para a população e ao próximo governo.


Com dois anos como chefe do Executivo pela frente, ele conta que todos os feitos em prol da população fazem parte de um ciclo. Ele compara seu mandato às ações do tempo sobre obras concretas. “Nas ações concretas, há uma necessidade de adaptação ao mundo moderno. O governante precisa se adaptar ao tempo e ter resposta, olhar para a frente”, diz. Mourão também é otimista quanto ao futuro de Praia Grande nos próximos dez anos. “Estamos preparados, mas precisamos nos preparar para o próximo crescimento, e assim por diante”, explica.


Sobre suas perspectivas, o prefeito afirma que gostaria de terminar a implantação do Complexo Empresarial do Andaraguá antes de deixar a prefeitura. “Ele representa a reeleição econômica de Praia Grande e da Baixada Santista. Um parque industrial aeroportuário vai ser o futuro, vai gerar milhares de empregos, e isso representa uma sinergia com o Porto. Essas duas coisas vão alavancar a Baixada”, prevê.


Projeto do Complexo Empresarial e Aeroportuário Andaraguá
Projeto do Complexo Empresarial e Aeroportuário Andaraguá   Foto: Divulgação/Complexo Empresarial Andaraguá

A área destinada ao empreendimento - 149 hectares entre os bairros Vila Ema e Nova Mirim -, foi preservada com o crescimento em vista. “Quando preservei aquela área, discutindo esse projeto, eu não a deixei ser ocupada de forma desordenada, para o crescimento econômico que estava acontecendo. Gostaria de ter avançado mais nisso”, revela.


Cidadania


Em meio às obras anunciadas e inauguradas, Mourão defende que a espinha dorsal do comportamento ético é a cidadania, algo que, sozinho, não poderia construir para a população. “Essa é uma obra que transforma o país, é um trabalho de convencimento”, explica. Na opinião dele, essa é uma das obras que seu mandato buscou melhorar, mas que ainda exige maior empenho.


Governo do Estado


Mourão diz que a possibilidade de integrar o Governo Doria foi descartada. O prefeito, que assim como o governador João Doria é do PSDB, revela ter considerado assumir algum cargo no estado. “Pensei bem sobre isso, e acho que é melhor ficar por aqui mesmo. Eu tenho minhas metas. Quero entregar a cidade em uma situação privilegiada, em condições de estrutura e financeira, então, eu tenho dois anos de muito trabalho”, avisa.


Planos para o futuro


Sobre seu futuro na política, Mourão diz que seus planos ainda não estão definidos. Após o fim de seu mandato, o prefeito, que além de político também é advogado e empresário no ramo da construção civil, pretende continuar na vida pública. “É óbvio que a inserção política é complexa, mas eu não penso muito nisso. Penso em terminar muito bem o meu governo e fazer um trabalho político de discussão para a área interna no partido”, conclui.


Logo A Tribuna