EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

15 de Julho de 2020

Praia Grande, Etecs e Fatecs voltam às aulas na quarta-feira pela internet

Outras cidades já fazem o mesmo esquema ou estão se preparando para essa nova realidade

Alunos e professores das Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais voltam às aulas na quarta-feira (22), mas para aprender a usar ferramentas de ensino virtual. Em Praia Grande, 53 mil alunos da rede municipal de ensino também retomam o ano letivo de forma diferente na quarta, tendo a internet como grande aliada na rotina de estudos.

Para as Etecs, por exemplo, estão previstas atividades com profissionais experientes em diversos assuntos. A primeira será na quinta-feira, com o especialista em soluções de tecnologia da Microsoft, Francisco Bezerra, que vai falar sobre utilização de ferramentas da empresa norte-americana para o ambiente escolar.

“Este período é muito importante para que estudantes e professores se familiarizem e se adaptem às novas rotinas de aprendizagem”, explica a diretora do Grupo de Supervisão Educacional da Unidade do Ensino Médio e Técnico do (Cetec) do Centro Paula Souza (CPS), Sabrina Rodero Feereira Gomes.

Segundo ela, é preciso ter capacidade e competência. “Precisamos disso para superar esses desafios que nos são impostos pela pandemia”.

Quem concorda com ela é o coordenador de Ensino Superior de Graduação do CPS, Rafael Alves. “Nosso objetivo é nos prepararmos para esse momento de transformação digital, mantendo a excelência do processo de ensino que é a marca das Fatecs no estado”.

As aulas nas escolas técnicas estaduais começam a ser retomadas em formato remoto a partir de 4 de maio, conforme o cronograma de cada unidade.

Praia Grande

Em Praia Grande, foram feitos ajustes na Plataforma Digital Educacional (PDE), ferramenta onde ficará disponível todo o conteúdo pedagógico.

O material ficará disponível para consulta on-line, mas o aluno também terá a autonomia de salvar no dispositivo que usar para ter acesso off-line. O acesso nem precisará de login e senha e estará disponível no site Cidadão PG (www.cidadaopg.sp.gov.br).

Além da plataforma digital, os alunos participarão de aulas on-line com o professor. Cada docente poderá escolher a plataforma virtual que está mais habituado para ter contato com os estudantes.

“Quem estudava de manhã fará esse contato com o professor no mesmo período, quem era do intermediário também e, consequentemente, quem era das turmas da tarde”, diz a responsável pela Secretaria de Educação, Vanessa Rovenna.

Os pais e responsáveis, dos estudantes que realmente não têm condições de acesso à internet, poderão retirar esse material na escola onde a criança está matriculada.

Outras cidades

Em Bertioga, foi implantado o site gg.gg/bertiogaedu, onde são colocadas atividades para os pais desenvolverem com os filhos em casa. No início de maio, quando haverá nova distribuição de kits alimentação nas escolas, será entregue uma apostila impressa para ser estudada em casa.

Santos disponibilizará novos conteúdos na plataforma Educa.Santos, uma ferramenta de educação remota, após o recesso escolar (que vai até quinta-feira). Mas, segundo a prefeitura, as atividades não serão computadas como reposição de aulas, e sim como uma compensação de conteúdos, já que não se pode garantir que todos os alunos tenham acesso à internet.

Por isso, no retorno às aulas, serão organizados momentos especiais para aqueles que não puderam desenvolver as atividades em casa.

Em maio, São Vicente também terá um aplicativo para aulas à distância, com conteúdos e um canal de comunicação com o professor. Para aqueles que não têm acesso à internet, serão entregues apostilas a cada 15 dias, a serem retiradas na própria unidade de ensino do aluno.

 

>> Veja o esquema por cidade:

Bertioga

  • Plataforma digital de aprendizagem reforça o conteúdo que já estava em desenvolvimento nas escolas
  • As atividades disponíveis no portal são distribuídas de acordo com o ano e a etapa cursada pelo aluno
  • O conteúdo será atualizado quinzenalmente pelos técnicos da secretaria de Educação, com o suporte das equipes escolares
  • Além do material de apoio, os estudantes terão acesso ao acervo de livros didáticos e infantis, distribuídos por meio de biblioteca on-line
  • Para alunos em creches, é oferecido um guia com dicas e orientações de experiências e brincadeiras que as famílias podem praticar com os bebês e crianças durante o isolamento
  • As unidades de ensino, seguindo o ano de matrícula do aluno, disponibilizam o material impresso para as famílias que não têm acesso ao recurso
  • Apesar disso, o conteúdo não é obrigatório, servindo como apoio para as matérias já desenvolvidas dentro das salas de aula

Cubatão

  • As aulas virtuais seguem em avaliação e estudos, junto à Undime (União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação) e a Secretaria de Educação do Estado
  • Outras possibilidades também estão sendo estudadas e serão debatidas junto ao Conselho Municipal de Educação e demais envolvidos
  • O município aderiu ao material de apoio para o estudo em casa, elaborado e apresentado pela Undime e Secretaria do Estado

Guarujá

  • Reunião será feita nos próximos dias, com todo o corpo técnico, para discutir novas medidas em relação ao calendário escolar

Itanhaém

  • A Secretaria de Educação, Cultura e Esportes está viabilizando a implantação de uma plataforma on-line para oferecer conteúdos pedagógicos, com trabalhos diários e orientações de estudos, além de outros planos de atividades que visam contemplar todos os alunos da Rede Municipal de Ensino

Peruíbe

  • De acordo com a secretária municipal de Educação, Débora Gallo, as aulas presenciais continuam suspensas até o dia 30. “Após esse período nova orientação será dada à rede municipal de ensino”

Praia Grande

  • A plataforma digital ficará disponível para acesso na quarta-feira, no site Cidadão PG (www.cidadaopg.sp.gov.br). A nova ferramenta permitirá que os alunos tenham acesso às atividades pela internet, sem sair de casa
  • Basta clicar em um banner sobre o assunto e escolher o ano escolar
  • Professores ainda entrarão em contato com os alunos para tirar dúvidas e acompanhar cada um deles

São Vicente

  • Em maio, disponibilizará um aplicativo para aulas à distância
  • Para aqueles que não têm acesso à internet, serão entregues apostilas a cada 15 dias, a serem retiradas na própria unidade de ensino do aluno

Santos

  • Novos conteúdos serão disponibilizados na plataforma Educa.Santos, que pode ser acessado na página dentro do Portal da Prefeitura (www.santos.sp.gov.br)
  • A secretaria está avaliando o calendário escolar, a fim de propor novas ações

* A Prefeitura de Mongaguá não respondeu até o fechamento desta reportagem

Tudo sobre: