Pinguins aparecem em praias da Baixada Santista e são resgatados

Animais encalharam nas praias de Santos, Guarujá, Bertioga e Praia Grande enquanto realizavam migração, hábito comum no inverno

O Instituto Gremar resgatou 14 jovens pinguins-de-magalhães nas praias de Santos, Guarujá e Bertioga no último domingo (21). O resgate foi uma ação realizada pelo Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). Do total, nove deles foram resgatados em Guarujá; quatro em Bertioga dois na Riviera de São Lourenço, dois na Praia de Boracéia e um em Santos.

Segundo o Instituto, a chegada do inverno no Hemisfério Sul representa o início do período migratório da espécie. Os animais partem das colônias que habitam na Argentina, Chile e Ilhas Malvinas rumo à costa brasileira, em busca de alimento.

Ao longo trajeto, os animais costumam encalhar por conta da influência das correntes marinhas e o eventual impacto de ações antrópicas.

Todos os pinguins estão recebendo os cuidados iniciais no Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos, em Guarujá. A maioria encontra-se abaixo do peso e em estado de exaustão, alguns apresentam ferimentos leves.

Pinguins estão sendo tratados no Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos, no Guarujá (Foto: Divulgação/Instituto Gremar)

Eles serão mantidos em sala de estabilização, com controle de temperatura e receberão atendimento veterinário e nutricional necessário até que readquiram melhores condições e se mostrem aptos a retomar a migração.

No último sábado (20), primeiro dia de inverno, a cidade de Praia Grande também registrou a presença de pinguins na praia, mas como eles estavam em bom estado de saúde, não precisaram ser resgatados, segundo a prefeitura.

Tudo sobre: