EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

8 de Agosto de 2020

Pandemia não afasta pessoas das praias na Baixada Santista durante megaferiado paulista

A Reportagem percorreu as praias de Santos e São Vicente, na última sexta-feira (22), e registrou banhistas na faixa de areia

Apesar do pouco movimento, ainda foi possível ver pessoas frequentando a faixa de areia nas praias de São Vicente e Santos durante o megaferiado na Capital paulista.

A Reportagem percorreu as praias das duas cidades, na última sexta-feira (22) e, apesar de haver poucas pessoas na faixa de areia, alguns insistiam em estar lá.

Foi o caso de uma moradora do Gonzaguinha, que estava com o filho de 5 anos. Ela não quis se identificar, mas falou para a ATribuna.com.br que não vê problema na prática. O acesso à faixa de areia está proibido pela prefeitura.

“Eu venho todos os dias, fico 30 minutos e vou embora. Não dá para ele ficar o tempo todo confinado em casa”, contou ela, que estava com uma cadeira de praia enquanto o filho brincava na areia. “Eu tenho consciência do que está acontecendo, mas não tem aglomeração aqui. E, quando saímos, coloco a máscara em mim e nele. Não tem risco.”

No mar, também havia surfistas e praticantes de stand up paddle. Um novo decreto do prefeito da cidade, Pedro Gouvêa (MDB), menciona que os praticantes de surfe podem frequentar a faixa de areia, mas só das 6 às 10 horas. Ontem, passava das 11h quando se viam surfistas na praia do Itararé, além dos praticantes de stand up na água.

No calçadão de São Vicente é permitido caminhar, fazer exercícios ou sentar nas muretas, desde que respeitadas as regras de distanciamento e higienização.

Porém, não era o que ocorria. Havia muitas pessoas, algumas delas aglomeradas conversando nas muretas e banquinhos, além de outras fazendo exercícios físicos sem máscaras ou com elas no pescoço e não cobrindo o nariz. Conforme recomendações médicas, o uso incorreto da máscara aumenta o risco de contaminação pela doença.

José Menino

Próximo à divisa com São Vicente, um grupo de jovens foi retirado da praia do José Menino por policiais militares e guardas civis municipais. Eles caminhavam, com máscaras, na faixa de areia, próximo ao mar. No calçadão santista, apesar das barreiras metálicas, muitos continuavam se exercitando no local.

Não foi difícil ver, também, pessoas passando pela ciclovia sem usar máscara. Em Santos, por decreto, a não utilização do acessório em locais públicos rende multa de R$ 100,00.

Especialistas dizem que os riscos de transmitir ou contrair o vírus durante uma corrida, por exemplo, são maiores.

Feriado estadual

A Assembleia Legislativa aprovou, por volta das 4 horas de sexta, a antecipação do feriado da Revolução Constitucionalista para esta segunda-feira (25). Mais tarde, emendas ao projeto foram rejeitadas.

Tudo sobre: