EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

7 de Agosto de 2020

Novo ciclone trará ventos de até 75 km/h para a Baixada Santista

Alerta da Marinha do Brasil cita vendaval na faixa que vai do norte de Peruíbe até ao sul de Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro, a partir da noite desta quarta-feira (8)

O avanço de um novo ciclone extratropical em formação na região Sul do País deve provocar ventos de até 75 km/h (40 nós), entre as noites de terça (7) e quarta-feira (8), nas cidades da Baixada Santista. O alerta do Centro de Hidrografia da Marinha (CHM) indica que o vendaval vai afetar as regiões costeiras paulista e fluminense, na faixa entre o norte de Peruíbe até ao sul de Arraial do Cabo, no Rio de Janeiro. 

Segundo a Marinha do Brasil, os ventos vão soprar de direção Nordeste a Norte, dado a “intensificação do gradiente de pressão na periferia de um sistema de alta pressão”, na faixa litorânea. 

Na manhã de segunda-feira (6), a Defesa Civil de Santos registrou rajadas de ventos fortes, de até 88km/h. Apesar de não ter ocorrido registros de avarias, o vendaval interrompeu por quase uma hora as operações no Estuário, pela manhã. A previsão é de tempo seguirá tendência de  se manter firme, com predomínio de sol e elevação de temperatura, até a quarta-feira (8). 

Ciclone 

O fenômeno climático colocou os estados da Região Sul em alerta. A formação desse ciclone deve trazer temporais nessas localidades a partir de quarta-feira (8), com intensificação de ventos. Nesta data, espera-se intensificação dos ventos, com rajadas moderadas a fortes, nas cidades locais. Tratam-se de reflexos desse ciclone extratropical.

Na quinta-feira (9), a previsão é de queda nas temperaturas, ventania e chuva na Baixada Santista. A Defesa Civil destaca que a mudança climática não será tão  significativa quanto o ciclone que afetou a região na última semana. 

Contudo, fenômeno vai trazer chuvas e frio na região. A mudança de tempo deverá ser mais sentida na quinta-feira (9), que terá tempo fechado e chuva em alguns períodos, embora sem previsão de volumes significativos de precipitação. As condições marítimas previstas não deverão trazer riscos significativos à região durante esta semana, destaca a Defesa Civil. 

Tudo sobre: