Novembro Azul: Prevenção também vale para pets, alerta veterinário

Diagnóstico precoce são aliados para o sucesso do tratamento das neoplasias prostáticas, que podem apresentar comportamento agressivo e rápida evolução nos animais

O novembro azul, campanha de conscientização e prevenção contra o câncer de próstata, também é válida para os pets. Veterinários afirmam que a doença atinge cães e gatos. E, apesar da baixa incidência de casos, as neoplasias prostáticas podem apresentar comportamento agressivo e de rápida evolução nos animais. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

O veterinário Bruno Tammenhain explica que doença acomete mais os cães do que os gatos, em especial aqueles com idade acima dos oito anos. “O tumor apresenta grau de malignidade agressiva e de rápida evolução em cães, causando metástases, ou seja, afetando vários outros órgãos como linfonodos regionais, pulmões e ossos”, informa.  

Por esse motivo, ele aconselha os tutores a ficarem atentos aos primeiros sintomas, como os relacionados ao trato urinário. “Um alerta importante é prestar atenção ao comportamento do animal, observando se ele tem dificuldade para urinar, incontinência urinária, sangue na urina ou, ainda, dificuldade para defecar, além de dor, perda de peso, apatia e até dificuldade de locomoção”, orienta. 

O profissional afirma que a castração “é indicada para diminuir o risco de doenças prostáticas, sendo elas neoplásicas ou não”. E orienta a levar o animal periodicamente ao médico veterinário.  

“O diagnóstico é simples e rápido, iniciando pela avaliação clínica do profissional. Por meio de uma palpação prostática já é possível evidenciar alterações anatômicas do órgão”. Segundo ele, o diagnóstico tardio diminui as chances de sobrevida do paciente em razão da rápida evolução da doença.  

Tudo sobre: