Greve dos motoristas de ônibus entra no segundo dia em Peruíbe

Categoria diz que não recebeu vale salarial, mas empresa alega dívida da Prefeitura

Por: De A Tribuna On-line  -  27/11/18  -  13:22
  Foto: Divulgação

A greve de motoristas da empresa Jundiá Transportes, responsável pelo transporte público de Peruíbe, entrou em seu segundo dia nesta terça-feira (27). Com a paralisação mantida, os 28 ônibus que fazem o serviço novamente não saíram da garagem, deixando a população dependendo somente de serviços de transporte alternativo, realizados por vans ou mesmo carros particulares.


A categoria reclama do atraso no pagamento do vale salarial,correspondente aos 40% do salário de novembro, que teria que ter sido pago na última terça-feira (20), segundo o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Santos e Região (Sinrod).


O repasse havia sido acertado conforme acordo coletivo de trabalho, e a falta de cumprimento dele resultou na paralisação espontânea dos 130 empregados da empresa. Em outubro, outra greve já havia acontecido, devido a atrasos nos salários de julho e agosto. Os salários foram pagos nos dois meses subsequentes.


Ainda de acordo com o sindicato, os trabalhadores da empresa só devem retornar aos postos após o pagamento dos valores atrasados, ou caso seja necessário cumprir liminar da Justiça do Trabalho.


Dívida de milhões


ParaA Tribuna On-line,a Jundiá Transportes justifica que a paralisação acontece devido a pendências de pagamentos da Prefeitura de Peruíbe à empresa. Hoje, a Administração Municipal deve R$ 3.663.061,73. Destes, R$ 600 mil são de um acordo de pagamento devido a atrasos de repasses em 2016.


A empresa reitera que tem negociado com a Prefeitura e com o sindicato, e que aguarda o pagamento dos valores, já que o que tem entrado em caixa não é suficiente para realizar o adiantamento da folha dos funcionários.


A Jundiá também diz manter "seus esforços diuturnamente para manter os serviços em operação da melhor maneira possível".


Resposta


A Prefeitura de Peruíbe disse ter conhecimento do problema e que o monitora. A Administração Municipal diz que a greve é ilegal e que o departamento jurídico municipal já está tomando as providências cabíveis, completando ainda que é aguardada uma solução "nas próximas horas" desta terça.


Motoristas da Jundiá Transportes mantém paralisação pelo segundo dia seguido
Motoristas da Jundiá Transportes mantém paralisação pelo segundo dia seguido   Foto: Divulgação

Logo A Tribuna